Sem Rogério Ceni, São Paulo derrota o Oeste por 2 a 1 no estádio do Morumbi

Sem Rogério Ceni, São Paulo derrota o Oeste por 2 a 1 no estádio do Morumbi

O jogo voltou do intervalo de forma truncada, e os erros de passe do são Paulo contribuiram para o baixo nível técnico

Sem Rogério Ceni, que foi preservado por conta de dores no joelho, o São Paulo derrotou o Oeste por 2 a 1 na tarde deste domingo, no Morumbi. Ambos os gols foram marcados pelo zagueiro Antônio Carlos, que chegou a contar com assistência do estreante Álvaro Pereira, lateral esquerdo uruguaio que chegou por empréstimo da Inter de Milão. O jogo ainda viu Luís Fabiano perder um pênalti.

Com o resultado, o São Paulo lidera o Grupo A do Campeonato Paulista com seis pontos em três jogos, três a mais que o Penapolense. Já o Oeste tem quatro pontos e está na quarta posição da chave D, que conta com o Palmeiras como líder. Na próxima rodada, o time tricolor enfrenta o Rio Claro, jogo que está marcado para a quarta-feira, às 22h, no Morumbi. A equipe de Itápolis, por sua vez, recebe o Comercial no mesmo dia, mas às 19h30.

O jogo começou morno, e o São Paulo teve em Álvaro Pereira seu destaque. Logo nos primeiros minutos, o uruguaio arriscou cruzamentos e assumiu o posto de cobrador de escanteio da equipe tricolor. Novamente Muricy escalou o trio ofensivo marcado por Luís Fabiano, Osvaldo e Ademílson, que buscavam se movimentar para criar chances.

Aos 25min, Antônio Carlos abriu o placar: Ademilson aproveitou sobra pela direita, driblou a marcação e cruzou a bola na cabeça do zagueiro, que apenas desviou. Vazado, o Oeste aproveitou a sonolência são-paulina depois do gol para sair mais ao campo de ataque. O marasmo foi quebrado aos 41min, quando Álvaro Pereira cobrou escanteio e Antônio Carlos fez de cabeça seu segundo gol na partida.

Saiba Mais

O jogo voltou do intervalo de forma truncada, e os erros de passe do são Paulo contribuiram para o baixo nível técnico. Aos 18min, a bola parada voltou a ser uma arma tricolor. Álvaro Pereira cobrou escanteio na cabeça de Luís Fabiano, que testou firme e viu a bola passar rente à trave esquerda.

Aos 22min, o São Paulo teve a chance de ampliar, mas desperdiçou. Em disputa na área, a bola bateu no braço de Ligger, e o árbitro Alessandro Darcie considerou pênalti. Sem Rogério Ceni, Luís Fabiano foi para a cobrança e viu Fernando Leal defender. Os minutos finais foram de tensão para o time da casa, já que Bruno Nunes descontou e incentivou o Oeste a buscar o empate até os minutos finais.

Fonte: Terra