Semel vai fazer melhorias na pista de clube BMX do Piauí

O Piauí promete despontar como um celeiro de praticantes da modalid

Em 2016, será um ano especial do esporte e pode ser considerado o ano do ciclismo no Brasil, afinal acontecerão os Jogos Olímpicos no Rio de janeiro e pela primeira vez na história estão sendo construídas cinco pistas olímpicas de uma modalidade muito radical, que atrai desde crianças pequenas até adultos: o BMX ou bicicross. O Piauí promete despontar como um celeiro de praticantes da modalidade, mais do que já é, uma vez que é um dos cinco privilegiados escolhidos pela Confederação Brasileira de Ciclismo – CBC a conquistar uma pista olímpica da modalidade e entre os cinco estados, Teresina já vai sair na frente na construção da pista, que deverá ficar pronta no final deste ano. Com o esporte em alta, a Federação de Ciclismo do Piauí está preocupada em melhorar as condições de estrutura do Clube de BMX do Piauí, que funciona em Teresina, na região do Grande Dirceu.

O presidente da FCP, George Augusto Rodrigues, reconhece que, sozinha, a entidade não consegue dar as condições que o clube e os mais de 50 praticantes associados precisam para desenvolverem suas habilidades e também para que os campeonatos e provas melhorem de nível. Assim, a FCP acionou a Prefeitura de Teresina há alguns meses, no sentido de melhorar a sede do clube, sem fins lucrativos e também sem renda própria. E o apoio está próximo de acontecer. A pedido da FCP, o secretário de esportes da Semel, Galba Coelho, visitou a sede do clube, que fica próximo do CAIC do Bairro Renascença. Lá falta quase tudo, como a sede, alambrado para cercar e proteger a área, não há calçada com rampas de acesso, iluminação e banheiros, bebedouro e muito mais. As pistas com obstáculos construídas pelos próprios membros da diretoria do clube e atletas estão precisando ser refeitas e o mato e a sujeira tomam conta do local.

Galba Coelho afirmou que diante das necessidades do Clube, a Semel irá construir a área de proteção do local, com calçada e todo o alambrado e em uma semana irá fazer toda a limpeza do local e já pensar na iluminação. Com relação às demais necessidades, o secretário afirmou que terá uma reunião com o presidente do do CBMX, Jussiê Ramos, e técnicos da Semel, no sentido de buscaram formas de estruturar totalmente o clube, já que o terreno ainda pertence ao Estado e pode haver todo um processo burocrático.

George Rodrigues disse que não adianta pensar em fazer uma grande pista internacional de BMX e esquecer os grupos que já fazem o esporte e precisam de apoio. “É muito importante esse apoio da Semel para os praticantes de BMX de Teresina. Melhorar o local só trará mais incentivo e vontade para que eles busquem elevar o nível dos campeonatos e se aumente o número de adeptos”, destacou.  O CBMXP, que já existe há 10 anos, tem uma sede em terreno cedido pelo Governo do Estado. No CT, a galera treina toda semana e também acontecem por lá campeonatos, como o que vai rolar hoje (24), o 8º Piratinha Dirt Jump, organizado pela ADR BMX, tendo à frente o organizador Jhony Lennon. As categorias serão estreante, amador e pro. Neste sábado, aconteceu também uma mostra no Park Potycabana.


Image title

Image title

Fonte: Assessoria