Sob olhar de Bruna Marquezine, Paulista vence o Santos por 3 a 1; fotos!

Sob olhar de Bruna Marquezine, Paulista vence o Santos por 3 a 1; fotos!

Agora vice-líder do Estadual, o Santos tem 14 pontos, mas pelo menos terá um confronto direto para recuperar a ponta

Antes invicto no Campeonato Paulista, o Santos jogou no Pacaembu neste domingo e tinha tudo para manter a boa fase, já que contou com a maioria dos principais jogadores do elenco. Porém, o Paulista de Jundiaí não se intimidou e, com dois gols no fim, venceu a equipe da Baixada por 3 a 1, debaixo de forte chuva. O resultado manteve a Ponte Preta no topo da tabela, com 15 pontos, e ainda decepcionou uma ilustre torcedora: a atriz Bruna Marquezine, amiga de Neymar, que viu a derrota das tribunas do estádio.

Agora vice-líder do Estadual, o Santos tem 14 pontos, mas pelo menos terá um confronto direto para recuperar a ponta: na próxima rodada, o time enfrentará exatamente a Ponte, em Campinas. Já o Paulista, que apenas lutava contra o rebaixamento, alcançou os nove pontos e agora está na zona intermediária da tabela.

Neste domingo, a escalação inicial do Santos contou com a estreia de Marcos Assunção, o retorno de Edu Dracena e a volta dos selecionáveis Arouca, Neymar e Montillo. Porém, mesmo com força total, o time começou desatento e sofreu alguns sustos no começo. Aos 7min, Cassiano fez boa jogada, entrou na área, mas chutou para fora, perto da trave. Já aos 10min, o goleiro Rafael teve que mostrar reflexo para defender finalização de Marcelo Macedo.

A chuva caía forte no Pacaembu e atrapalhava mais o Santos, que não conseguia mostrar a superioridade técnica. O time de Muricy Ramalho dependia de bolas paradas e jogadas aéreas, mas Marcos Assunção não parecia inspirado. Aos 25min, ele teve boa chance em cobrança frontal, mas acertou a barreira. Na sequência, o Paulista atacou de novo com Rodolfo, mas outra vez Rafael defendeu e evitou o gol do Paulista, no último lance perigoso do primeiro tempo.

No etapa final, porém, o Santos não demorou a ser castigado pela apresentação ruim. Aos 5min, Guilherme derrubou Cassiano na área, e o juiz resolveu marcar pênalti. Marcelo Macedo foi para a cobrança, deslocou o goleiro Rafael e comemorou o placar aberto no Pacaembu. Empolgado, o Paulista quase ampliou a vantagem aos 10min, quando Rafael evitou outro gol de Macedo.

Com pouca criatividade, o Santos mal podia contar com as jogadas individuais de Neymar, já que o campo molhado o atrapalhava.

A bola parada de Marcos Assunção era a principal arma e foi em uma delas que quase veio o empate: aos 20min, ele cruzou para Cícero, que cabeceou bem, mas Richard defendeu. Depois, aos 32min, ele teve chance em cobrança direta, mas o goleiro brilhou de novo. Quando o volante deixou que Neymar batesse uma falta, mais um perigo foi criado, mas Richard se esticou para fazer outra boa defesa.

Aos 37min, o Santos parecia ter recebido uma boa notícia, já que Matheus fez falta dura em Neymar e foi expulso. Porém, o improvável aconteceu duas vezes: primeiro, aos 39min, Rodolfo cobrou falta de longe e marcou um golaço para o Paulista; depois, aos 42min, Renato fez boa jogada e cruzou para Cassiano completar e marcar o terceiro gol do time de Jundiaí.

Quando tudo parecia definido, os acréscimos ainda serviram para Neymar fazer o gol de honra, aos 46min. Ele recebeu bom passe na área e finalizou com um chute cruzado. Fez a alegria momentânea de Bruna Marquezine, mas era tarde demais para o Santos.

Ficha técnica

SANTOS 1 x 3 PAULISTA

Gols

SANTOS: Neymar, aos 46min do 2º tempo

PAULISTA: Marcelo Macedo, aos 6min do 2º tempo; Rodolfo, aos 39min do 2º tempo; Cassiano, aos 42min do 2º tempo

SANTOS: Rafael; Bruno Peres (André), Edu Dracena, Durval e Guilherme Santos (Felipe Anderson); Arouca, Marcos Assunção, Cícero e Montillo (Patito Rodríguez); Miralles e Neymar

Treinador: Muricy Ramalho

PAULISTA: Richard; Thales, Dráusio, Lázaro e Rodolfo Testoni; Matheus Galdezani, Kasado, Chiquinho e Renato; Cassiano Bodini e Marcelo Macedo (João Henrique)

Treinador: Giba

Cartões amarelos

SANTOS: Marcos Assunção e Neymar

PAULISTA: Lázaro, Matheus e Chiquinho

Árbitro

Leandro Bizzio Marinho

Local

Estádio Municipal do Pacaembu, em São Paulo (SP)





Fonte: Terra