Sob temporal, Grêmio e Vasco só empatam

Grêmio e Vasco foram a campo nesta quarta-feira no encharcado Estádio Olímpico

Na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, Grêmio e Vasco foram a campo nesta quarta-feira no encharcado Estádio Olímpico - castigado pela chuva - para tentar escapar da situação delicada. Porém, o campo castigado prejudicou o futebol das duas equipes, que acabaram empatando por 1 a 1, placar construído ainda no início do confronto, através dos atacantes Nunes e Jonas.

O resultado manteve os dois na zona de degola, com as posições inalteradas: Grêmio na 17º colocação e o Vasco em 18º, ambos com dez pontos.

Na próxima rodada os cariocas tem outro confronto direto com uma equipe que briga para escapar do rebaixamento, ao receber o Atlético-GO no sábado, em São Januário. Já o Grêmio sai para enfrentar o Cruzeiro, no próximo domingo.

O jogo

Para dificultar a vida de Silas, os gaúchos não puderam contar com Edilson, Rodrigo e Douglas, que cumpriram suspensão. Por isso, o volante Fernando teve que ser improvisado na lateral-direita, enquanto Ozeia entrou na zaga e Maylson assume o posto de Douglas no meio-campo.

Já o Vasco, que ainda não pode contar com a maioria dos seus reforços - o lateral Irrázabal, o volante Felipe Bastos, os meias Felipe, Zé Roberto e Carlos Alberto, além do atacante Eder Luís - apostou em boa parte da formação que vem dando certo após a pausa para a Copa do Mundo, que ainda não havia perdido em duas partidas disputadas (empate com Goiás e vitória sobre o Atlético-PR)

Mesmo atuando fora de casa, o Vasco começou melhor a partida e levou perigo logo aos 5min, quando o zagueiro Ozeia salvou quase em cima da linha, após saída em falso de Victor. O goleiro gremista voltaria a falhar um minuto depois, quando Nunes desviou bola erguida na área. A bola desviou na zaga e passou mansa embaixo do corpo do camisa 1, abrindo o placar a favor do Vasco.

O Grêmio respondeu aos 9min, quando o atacante Jonas recebeu bola na entrada da área, girou sobre a zaga vascaína e chutou com força no canto alto de Fernando Prass, empatando o jogo.

Mesmo com o empate, o Vasco ainda criava as melhores chances. Aos 19, Fumagalli recebeu lançamento dentro da área, ajeitou e mandou a bomba no travessão de Victor. Um minuto depois, Borges entrou pelo lado esquerdo da defesa do Vasco e sem ângulo, tocou no canto. Fernando Prass tocou com os pés para escanteio.

O campo castigado evitou que as equipes pudessem criar melhores chances e o primeiro tempo acabou igual.

Na volta do intervalo, a chuva começou a cair ainda com mais intensidade e a partida ficou quase que impraticável, com as equipes intensificando as bolas alçadas na área e os chutes de média e longa distância.

Na melhor chance do segundo tempo, aos 43min, a bola enganou Fernando Prass ao parar na poça. Borges se aproveitou, driblou o goleiro, mas o zagueiro Titi se atirou na bola, já com o gol vazio. A bola tocou no zagueiro e exlodiu no poste, garantindo o empate em 1 a 1. Os jogadores do tricolor gaúcho reclamaram toque de mão do defensor no lance.

Com o empate, a torcida gremista vaiou o desempenho do time e novamente, pediu a saída do técnico Silas.

Fonte: Terra, www.terra.com.br