Sonnen se irrita com pergunta sobre passado e deixa entrevista

Sonnen se irrita com pergunta sobre passado e deixa entrevista

Americano falava sobre a luta contra Anderson Silva, quando repórter fez menção aos seus problemas com doping e com a Justiça americana

Em entrevista por telefone ao site "Sportsradio Interview.com", Chael Sonnen deu prosseguimento nesta sexta-feira à série de declarações posteriores à teleconferência de imprensa em que Anderson Silva prometeu arrasá-lo, no evento principal do UFC 148, no dia 7 de julho, em Las Vegas. O desafiante ao cinturão dos pesos-médios manteve a postura agressiva contra o brasileiro, mas acabou irritando-se com uma pergunta do apresentador John Canzano sobre doping e seus problemas com a Justiça americana (fraude sobre hipotecas), e encerrou a entrevista abruptamente, muito irritado.

- Nunca tive qualquer problema com fraudes hipotecárias, e não sei de onde você tirou essas informações ou esses termos. Cada vez que participo do seu programa, você inventa coisas novas a meu respeito. A propósito, espero que você tenha parado de espancar a sua esposa. Claro que já fui condenado, mas não pelo que você especificamente está citando. Jamais fui sequer acusado de fraude hipotecária. Será que você não vê o problema que está causando ao convidar alguém para uma entrevista e inventar coisas? É por isso que eu não gosto do seu programa. Você não é profissional. Garanto que sua pesquisa para essa entrevista foi feita via internet, e isso mostra o seu nível de falta de profisssionalismo. De novo, espero que você tenha parado de espancar a sua esposa - disse Chael Sonnen, antes de encerrar a ligação, desligando o telefone.

Antes disso, perguntado sobre qual seria a sua opinião sobre o brasileiro, Sonnen comparou Anderson a Mike Tyson, mas não propriamente pela força dos seus golpes, ou por seu domínio na categoria dos pesos-médios do UFC:

- Ele é um cara comum. Você ouve muitas coisas sobre ele, mas também ouvimos muito sobre Mike Tyson, e a piada que ele se tornou quando finalmente teve adversários qualificados à sua frente. Anderson Silva é o Mike Tyson dos nossos tempos, quando muito sobre ele é dito. Mas, no fim das contas, quando a porta do octógono é fechada e ele não tem mais um amigo atrás de quem se esconder, aí veremos quem ele realmente é, especialmente quando eu colocar minhas mãos sobre ele. Só tenho a dizer que esperei minha vida toda não para ser campeão olímpico, mas para ser campeão mundial. Agora tenho a oportunidade e o adversário específicos para isso. Lutamos cerca de dois anos atrás, e é esse o tempo que venho esperando por uma nova oportunidade. É o trabalho de uma vida inteira que será posto à prova em cinco rounds. Eu tenho apenas um estilo de luta, e uma mentalidade quanto entro no octógono, não importa contra quem eu lute, e vou levar tudo que eu tenho para lá. Vou com tudo para cima dele, e será uma guerra.

Perguntado sobre quantas vezes assistiu à primeira luta entre os dois, Sonnen garante que não se preocupou tanto quanto a isso.

- Vi algumas vezes, mas é difícil para mim ficar revendo lutas quando tenho uma pela frente. Sempre tive dificuldades nisso, e sei que é um problema. Seria melhor se eu estudasse a luta, analisasse seus aspectos. Mas isso não é parte do meu treinamento. Passei dois anos trabalhando para fazer tudo que fiz naquela luta melhor, mais rápido, mais forte e mais eficientemente. Não uma área em que eu me sinta confortável, mas estou muito confiante em todas.

O americano também revelou que desistiu do wrestling quando não se qualificou para o time olímpico americano, e que não pretende fazer o mesmo no MMA.

- Eu tenho o seguinte ponto de vista: você não pode se aposentar de um esporte sem ser campeão mundial. Você pode desistir, como eu tive que desistir do wrestling. Eu tentei ganhar uma medalha olímpica, mas não me qualifiquei para o time americano. Isso doi muito, porque você se dedica e se sacrifica para aquilo. Hoje estou no MMA e no UFC, e vou fazer tudo para vencer. Mas vivemos no capitalismo, e é assim que as coisas funcionam: se você vence, recebe um belo caminho à sua frente. Se não vence, está fora. Por isso, quero controlar meu destino, e vou fazer tudo para isso.

Sonnen também falou sobre a dificuldade em conseguir a primeira luta contra Anderson Silva. Segundo o desafiante, em nova comparação com Mike Tyson, Anderson fugiu do confronto contra ele como Tyson teria fugido de Evander Holyfield até não ser mais possível evitá-lo.

- Foi muito difícil conseguir a primeira luta contra Anderson. Eu o desafiei por seis anos. As pessoas diziam quando eu era criança que Mike Tyson era o melhor lutador do mundo. A verdade é que ele não era sequer o melhor lutador do país. Ele nunca fez parte do time olímpico dos EUA, e nunca venceu Evander Holyfield, que morava a dois estados de distância dele. Ele foi mantido longe, em segurança, enquanto mentiam para o mundo inteiro dizendo que Tyson era o melhor de todos, quando ele não era. É muito parecido com Anderson Silva. Venho dizendo a ele há seis anos que eu sou o melhor do mundo, e ele fica se agarrando ao cinturão. Colocaram inúmeros obstáculos na minha frente para evitar que eu chegasse a ele, e eu tive que superar a todos. Não estou reclamando, mas esse foi meu caminho até ele. Ele choramingou e fugiu o quanto pôde, mas agora não há mais para onde correr - encerrou.

Fonte: Globo Esporte