Súmula aponta expulsão de dupla do São Paulo e xingamento a árbitro

Na súmula, o árbitro afirmou ter sido ofendido pelos atletas são-paulinos.

Após o pênalti convertido por Alexandre Pato e a eliminação do São Paulo no Campeonato Paulista, diversos jogadores foram reclamar com o árbitro Antônio Rogério do Prado. Na confusão, Carleto e Maicon acabaram expulsos de campo, mesmo com a partida já terminada.

Na súmula, o árbitro afirmou ter sido ofendido pelos atletas são-paulinos. Segundo o responsável pela arbitragem da partida, ambos os jogadores o chamaram de "ladrão".

A seguinte descrição foi feita para o lateral esquerdo Carleto: "expulso após a disputa de tiros desde o ponto penal, por dirigir-se de forma acintosa à equipe de arbitragem proferindo as seguintes palavras: "vocês arrumaram de novo, vocês são ladrões", inclusive empurrando os componentes da equipe de arbitragem de forma grosseira, sendo contido pelo policiamento."

Para expulsar Maicon, Antônio Rogério do Prado justificou da seguinte maneira: "expulso após a disputa de tiros desde o ponto penal, por dirigir-se de forma acintosa a equipe de arbitragem proferindo as seguintes palavras: filho da p..., filho da p..., ladrão, filho da p..."

A irritação dos são-paulinos foi decorrente do pênalti defendido por Rogério Ceni, que foi anulado. Diferentemente do de Cássio, que se adiantou menos ao defender a cobrança de Luís Fabiano, mas admitiu que deu um passo a frente, o que não é permitido pela regra.

Nesta temporada, Luis Fabiano também já foi expulso depois de uma partida. Diante do Arsenal (ARG), pela terceira rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América, o atacante recebeu o cartão vermelho, xingou o árbitro Wilmar Roldán e pegou quatro jogos de suspensão da Conmebol.



Fonte: Terra