Surfista brasileira relata preconceito por usar biquínis pequenos

"Sempre tentam te jogar para baixo", afirmou ela.

Brasileira radicada no Havaí, a surfista Tatiana Weston-Webb estreou ano passado no Circuito Mundial, com apenas 19 anos. Encerrou a temporada em sétimo lugar, entre 28 competidoras, e foi eleita a novata do ano pela Liga Mundial de Surfe.

Suas qualidades na água, porém, às vezes são ofuscadas pelo cabelo platinado e corpo exuberante, expostos com frequência nas redes sociais — a musa das ondas tem mais de 120 mil seguidores no Instagram. Por conta disso, diz ela, é alvo de preconceito no esporte.

“As pessoas não gostam quando uma mulher usa o corpo para se tornar popular. Dito isso, prefiro ser conhecida pelo meu surfe do que pelo meu corpo. Mas é difícil porque, quando surfo, não uso biquínis muito grandes. Eles podem parecer pequenos demais aos olhos dos outros e, às vezes, recebo comentários de ódio. Mas isso é normal. As pessoas vão sempre tentar te jogar para baixo com comentários negativos”,  conta Tatiana.

Surfista Tatiana Weston-Webb (Crédito: Reprodução)
Surfista Tatiana Weston-Webb (Crédito: Reprodução)
Surfista Tatiana Weston-Webb (Crédito: Reprodução)
Surfista Tatiana Weston-Webb (Crédito: Reprodução)
Surfista Tatiana Weston-Webb (Crédito: Reprodução)
Surfista Tatiana Weston-Webb (Crédito: Reprodução)
Surfista Tatiana Weston-Webb (Crédito: Reprodução)
Surfista Tatiana Weston-Webb (Crédito: Reprodução)
Fonte: Com informações do Extra