Taça Rio: Fla vence e vai à semifinal

Andrade não poupou nenhum jogador pelo fato de o Flamengo não ter jogos durante esta semana

Em mais um jogo com o Engenhão vazio, Flamengo derrotou o América de virada por 2 a 1, neste domingo. Adriano e Vagner Love marcaram os gols rubro-negros, que garantiram a vitória e a classificação para a semifinal da Taça Rio. Jones descontou. Com esse gols, o Império do Amor segue liderando a artilharia do Carioca

Andrade não poupou nenhum jogador pelo fato de o Flamengo não ter jogos durante esta semana. Apenas o zagueiro Álvaro não jogou por conta de uma torção no joelho esquerdo. Já o América segue sem vencer um time grande.

O Flamengo volta a campo contra o Friburguense, no próximo fim de semana. Willians, que recebeu o terceiro cartão amarelo, não joga. Já o América pega o Volta Redonda precisando da vitória para garantir a classifcação para a semifinal. A Federação de Futebol do Rio de Janeiro ainda não definiu a data e o horário dos jogos da última rodada da Taça Rio.



Ritmo alucinante no primeiro tempo

O América começou o jogo a todo vapor e assustou logo no primeiro lance. Assim que a bola rolou, o time avançou pela esquerda com Jones. No cruzamento, Paty foi travado por David. Na sequência da jogada, houve falta na intermediária cobrada com perigo por Luciano Almeida.

O Flamengo respondeu com Leonardo Moura em uma arrancada espetacular. O lateral pegou a bola quase em sua área e seguiu até a do adversário pelo meio, passando por alguns marcadores e tocando para Vagner Love. Mas o atacante não conseguiu concluir a jogada. Mais ligado no jogo, o América abriu o placar, logo aos quatro minutos. Gerson deu bom passe para Jones bater forte sem defesa para Bruno: 1 a 0.

Aos 7, Vinícius Pacheco ficou na cara do gol após passe de Adriano, mas o goleiro Roberto fez ótima defesa. A partir daí, o Flamengo passou a ter mais a posse de bola e chegava com perigo. Mas o time cometia erros bobos que deixavam a defesa exposta e vulnerável aos contra-ataques do América.

Quando o jogo parecia que tinha perdido o ritmo alucinante inicial, os dois times proporcionaram lances de perigo, aos 17. Após jogada pelo lado esquerdo, o América quase ampliou com Paty. O atacante driblou Fabrício e tocou fraco por baixo de Bruno, mas a bola perdeu força e pôde ser tirada por David. No contra-ataque rubro-negro, Adriano deixou Love na cara do gol, mas o goleiro defendeu a finalização.

Cinco minutos depois o Flamengo conseguiu chegar ao empate. Vagner Love fez boa jogada e foi derrubado dentro da área por Claudemir: pênalti. O atacante cedeu a cobrança para Adriano, que bateu bem: 1 a 1. Mais uma vez o Imperador não comemorou o gol.

Aos 35, Jones arriscou chute de longe, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora. Depois desse lance, o time passou a pressionar mais o Flamengo, que passou a jogar nos contra-ataques. Sempre explorando a velocidade de Vinícius Pacheco e Leonardo Moura. Mas em uma dessas investidas, o lateral-direito perdeu a bola e o América quase ampliou com Adriano. O atacante driblou Fabrício e Juan, mas a bola desviou em David e passou por cima do travessão.

Aos 40, nova bobeira da zaga rubro-negra. De longe, o lateral-esquerdo Gerson cruzou na medida para Jones. Livre de marcação, o atacante caprichou tanto na cabeçada que a bola foi para fora por pouco.

O Flamengo só foi chegar com perigo novamente aos 43. David foi à linha de fundo pelo lado direito e cruzou no segundo pau. Sozinho, Vinícius Pacheco dominou, mas errou o chute. No minuto seguinte, Gerson arriscou de fora da área dando um susto em Bruno. O goleiro se esticou, mas não alcançou a bola que passou rente à sua trave esquerda.

Expulsão no América e vaias para Vinícius Pacheco

No segundo tempo, Andrade voltou com Maldonado no lugar do apagado Kleberson. Com a mudança, Willians ganhou mais liberdade para explorar o corredor direito de ataque. Mas os erros bobos continuaram. Logo aos dois minutos, Paty ficou de frente para Bruno, que antecipou, mas tocou nos pés do adversário, que cruzou sem perigo.

Aos 5, Juan deu ótima bola para Vagner Love. Dentro da área, o atacante driblou dois zagueiro para finalizar com perigo, mas o goleiro colocou para escanteio. Aos 12, Vinícius Pacheco perdeu bola no meio e proporcionou contra-ataque perigoso. Por pouco, o América não ampliou. Foi aí que a torcida passou a pedir a entrada de Petkovic.

Aos 14, Jones facilitou a vida para o Flamengo. Em disputa de bola com Willians, o camisa 10 do América deixou as travas e recebeu o cartão vermelho. Quatro minutos depois, Andrade resolveu colocar o time mais para a frente: tirou Toró, que já tinha cartão amarelo, e atendeu ao pedido da torcida com Petkovic.

O jogo acabou ficando mais aberto para as duas equipes. O América passou a explorar os contra-ataques e as brechas do sistema defensivo rubro-negro. Aos 27, Andrade fez sua última substituição: tirou Vinícius Pacheco, que foi vaiado por boa parte da torcida, para a entrada de Ramon.

O panorama não mudou e o Flamengo continuou a encontrar dificuldades para penetrar na bem armada defesa do América. Aos 35, Willians perdeu a bola no meio e ficou pedindo falta que o árbitro não marcou. Na continuação da jogada, Bruno Reis obrigou o goleiro Bruno a fazer ótima defesa. Após o lance, Fabrício e Love chegaram a discutir rapidamente.

Mas no minuto seguinte, o Artilheiro do Amor se redimiu. Após cruzamento de Leonardo Moura, Love cabeceou e virou o jogo para o Flamengo: 2 a 1. Aos 39, Gerson foi expulso após falta em Leonardo Moura. A partir daí o jogo ficou mais tranquilo. Tanto que Adriano ainda perdeu uma oportunidade após chute cruzado de Love.

Nos acréscimos, um susto. Fabrício cometeu falta boba e periogosa na intermediária. Na cobrança,

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com