TCU condena membro do Rio 2016 por gastos do Pan

O primeiro, que aponta cerca de R$ 2 milhões em gastos abusivos, tinha indícios de superfaturamento em serviços

 O Tribunal de Contas da União (TCU) condenou Ricardo Leyser, membro do Comitê Organizador dos Jogos Rio 2016, a devolver R$ 18,4 milhões aos cofres públicos devido à suspeita de superfaturamento em gastos dos Jogos Pan-Americanos de 2007, no Rio de Janeiro.

O TCU analisou dois processos contra ele. O primeiro, que aponta cerca de R$ 2 milhões em gastos abusivos, tinha indícios de superfaturamento em serviços de hotelaria e infraestrutura da Vila Pan-Americana, de acordo com o tribunal.

No outro processo, Leyser, seu assessor Luiz Custódio Orro e a empresa Fast Engenharia de Montagens S/A são acusados de irregularidades na montagem de estruturas provisórias do Pan. O TCU pede o ressarcimento de R$ 16 milhões. Segundo o jornal O Globo, Leyser negou envolvimento em irregularidades e disse que vai recorrer à condenação. Eduardo Paes, prefeito do Rio, defendeu o integrante do Comitê Rio 2016 e rechaçou afastá-lo da organização dos Jogos.

"De maneira nenhuma (será afastado). Ricardo Leyser é um senhor executivo, fez um belo trabalho e coordenou todo o Pan. Os problemas estão sendo explicados. A gente tem de ter muita calma antes de sair apontando o dedo para as pessoas. Vamos aguardar", afirmou Paes à Rádio CBN.

Fonte: Terra, www.terra.com.br