Técnico Abel Braga tem recepção de ídolo no Fluminense

O novo treinador ressaltou o espírito guerreiro do grupo

Depois de quase três meses de espera, o técnico Abel Braga foi enfim apresentado oficialmente no Salão Nobre do Fluminense, sendo recebido como ídolo pela diretoria e pelos torcedores. Ele foi recepcionado por ex-jogadores do clube, contemporâneos de seu tempo de zagueiro: Marco Antonio, Nielsen, Lula, Gil e Rubens Galaxe, todos vestidos com camisas com a seguinte incrição: "Abel, o bom filho à casa torna". Visivelmente emocionado, Abel prometeu honrar a espera.

- É inédito um clube do tamanho do Fluminense esperar três meses por um treinador, ainda mais depois dos resultados inesperados no primeiro semestre. O presidente, a diretoria, o torcedor tiveram paciência, e hoje tudo aquilo que conversamos durante os últimos meses está se concretizando. Essa espera por mim aumentou a minha responsabilidade e a minha identificação com o clube - afirmou Abel.



O novo treinador ressaltou o espírito guerreiro do grupo, relembrando a luta contra o rebaixamento em 2009 e pelo título brasileiro em 2010. Segundo ele, um jogador que chega ao Fluminense tem a obrigação de se entregar totalmente ao time.

- Eu vou me virar do avesso para tentar fazer o melhor. Eu quero ser um intermediário entre o que eles (diretoria) querem e o que o time precisa - explicou Abel.

Ao falar sobre a convocação de Fred para a seleção brasileira, e a possibilidade de o atacante desfalcar o Flu por até cinco rodadas, caso o Brasil chegue à final da Copa América, Abel brincou:

- Não é problema nem surpresa, surpresa seria se ele tivesse convocado o Ronaldo. O Fred é um grande jogador, eu conversei muito com ele e acho que é muito importante para o Fluminense ter um representante na seleção brasileira.

História vencedora no clube

Abel tem muita identificação com o Fluminense, pois foi onde estreou profissionalmente como jogador, em 1971. Sete anos depois, foi convocado para a Copa do Mundo da Argentina. Além do tricolor, Abel passou por Vasco, Paris Saint Germain (França), Cruzeiro, Botafogo e Goytacaz. E foi no clube de Campos onde ele iniciou a vitoriosa carreira de treinador.

Abel Braga conseguiu títulos importantes como técnico com o Atlético-PR (Paranaense 1998), Coritiba (Paranaense 1999), Vasco (Taça GB 2000), Flamengo (Taça GB e Carioca em 2004), Internacional (Libertadores e Mundial de Clube da Fifa em 2006 e Gaúcho em 2008) e Al Jazira (Copa do Presidente e Liga dos Emirados Árabes em 2010).

Pelo Fluminense, Abel foi quatro vezes campeão como atleta (1971/75/75/66) e duas como treinador (Taça Rio e Carioca em 2005), sendo vice-campeão da Copa do Brasil no mesmo ano.

Fonte: Extra, extra.globo.com