Técnico do México diz à atletas: nada de sexo e álcool na Copa

Técnico do México diz à atletas: nada de sexo e álcool na Copa

Miguel Herrera quer foco total durante a disputa do Mundial: “Não vamos a uma festa”

Miguel Herrera exigirá concentração máxima dos jogadores do México durante a Copa do Mundo que será disputada entre junho e julho no Brasil. Nesta terça-feira, o treinador do selecionado avisou que seus comandados terão de se muito cuidar dentro do campo nos treinamentos, mas também fora dele, mantendo-se distante das bebidas e das mulheres.

- Se um jogador não pode aguentar um mês ou 20 dias sem ter relações (sexuais), então não está preparado para ser um profissional. Vamos jogar um Mundial, não vamos a uma festa ? enfatizou Herrera em entrevista ao jornal "Reforma".

A medida imposta pelo técnico é uma resposta clara aos episódios ocorridos durante a Copa das Confederações, quando alguns elementos do plantel teriam sido flagrados em uma boate termas no Rio após a derrota para a Itália na estreia. À época, o diretor de seleções da Federação Mexicana de Futebol buscou amenizar. Héctor González Iñárritu afirmara não ter recebido nenhuma informação a respeito e descartou punição aos atletas do Tricolor que eram comandados por José Manuel de la Torre.

Integrante do mesmo Grupo A de Brasil, Camarões e Croácia, o México estreia na Copa do Mundo contra os africanos, dia 13 de junho, na Arena das Dunas em Natal. Quatro dias depois, El Tricolor encara a seleção brasileira, no Castelão, em Fortaleza, e encerra a participação na primeira fase contra os croatas, em 23 de junho, na Arena Pernambuco.

Fonte: Globo Esporte