Técnico do Santos teme por possível desmanche

Técnico do Santos teme por possível desmanche

Neymar ainda pode deixar o Santos

Após perder o atacante André vendido para o Dinamo de Kiev (Ucrânia) e ver Robinho retornar ao Manchester City (Inglaterra), o técnico Dorival Júnior está preocupado com a possibilidade de perder mais dois jogadores importantes da equipe que conquistou o título paulista e da Copa do Brasil deste ano.

O meia Wesley e o atacante Neymar têm recebido forte assédio do futebol europeu e podem, em breve, acertarem suas transferências. A situação fez o técnico Dorival fazer um apelo para que o Santos consiga manter o máximo de jogadores do atual elenco.

Se vier a acontecer (saídas de Wesley e Neymar) espero que pare por aí. É natural depois de uma boa campanha como a que realizamos, que vários nomes se sobressaiam e as propostas apareçam. Temos que resolver essas situações rapidamente, para que possamos voltar a focar o grupo dentro dos nosso objetivos e tenhamos uma sequência que possa ser promissora para o time no Brasileirão", concluiu.

Versátil, Wesley já fez com que o Werder Bremen (Alemanha) apresentasse três propostas oficiais, tentando a sua contratação. A última oferta foi de 7,5 milhões de euros (R$ 17 milhões). O Benfica (Portugal) também pode apresentar uma proposta buscando a sua aquisição.

Já Neymar é responsável pelo caso mais polêmico. O atacante já viu o Santos rejeitar uma proposta de 15 milhões de euros (R$ 33,9 milhões) do West Ham, de 20 milhões de euros (aproximadamente R$ 45,2 milhões) do Chelsea, que agora pode apresentar uma oferta de 30 milhões de euros (R$ 67,8 milhões).

A proposta ainda não chegou à Vila Belmiro, mas deve ser encaminhada as mãos do presidente do clube, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, nos próximos dias. O dirigente ameaça acionar os ingleses na Fifa, por aliciamento a Neymar.

Acompanhando toda a movimentação do mercado, Dorival espera que o clube consiga resistir ao assédio dos times europeus e mantenham os dois atletas no Santos. "Espero que essas saídas não aconteçam. Até mesmo porque, caso isso se torne realidade, estaremos perdendo 30% de uma equipe que alcançou os seus objetivos, ganhando dois títulos na temporada", ponderou.

Fonte: Terra, www.terra.com.br