Felipão evita rumor sobre Seleção Brasileira e avisa: "minha prioridade é o Palmeiras"

Felipão evita rumor sobre Seleção Brasileira e avisa: "minha prioridade é o Palmeiras"

Scolari, 61 anos, retorna ao Palmeiras exatos dez anos após sua saída.

Luiz Felipe Scolari está oficialmente de volta ao Palmeiras. Nesta quinta-feira, o clube paulista apresentou o seu treinador mais vitorioso em pelo menos 15 anos. Com evento de gala e presença até da imprensa internacional, Felipão mobilizou toda a coletividade palmeirense a comparecer à Academia de Futebol.

Scolari, 61 anos, retorna ao Palmeiras exatos dez anos após sua saída. O novo treinador assina contrato até o fim de 2012, apesar dos boatos de que poderia assumir a Seleção Brasileira. Ele traz consigo velhos conhecidos, como o auxiliar Flávio Murtosa e o preparador físico Carlos Pracidelli.

"Eu vou trabalhar de coração e com muita boa vontade", disse Scolari. "Nada mudou", completou o treinador, em relação a sua forma de trabalhar.

O técnico falou sobre os boatos relativos à Seleção Brasileira. Campeão mundial em 2002, ele é apontado como favorito para suceder Dunga na preparação para 2014.

"Chego com o intuito de trabalhar no Palmeiras, nunca trabalho em qualquer lugar do Brasil ou do mundo com a intenção voltada pra uma segunda, a minha primeira é o Palmeiras, se um dia eu tiver que sair daqui e ir para algum lugar, solicitado por A ou B, o primeiro que saberá será meu presidente e clube. Quero encerrar esse assunto, pois vim aqui me apresentar para o Palmeiras".

"Agradeço todas as manifestações calarosas do povo brasileiro em relação a mim. Mas a minha preocupação neste momento é o Palmeiras. É assim que vou fazer", completou.

No entanto, de acordo com o novo técnico do Palmeiras, caso receba um convite de Ricardo Teixeira, irá se dirigir exclusivamente, em um primeiro momento, à cúpula do clube.

Desde Felipão, nenhum outro treinador ficou tanto tempo no comando do Palmeiras. O tempo de contrato, com dois anos e meio, também supera a passagem de qualquer treinador do clube nos últimos dez anos.

A passagem anterior do treinador pelo Palmeiras marcou tanto que, seus sucessores, como Marco Aurélio Moreira, Flávio Murtosa e Celso Roth, foram contratados justamente por possuir um perfil similar ao de Felipão.

Antes mesmo de chegar ao Palmeiras, a presença de Felipão já era sentida. Mudanças no elenco foram definidas pelo treinador, que fez força para que o jovem volante Tinga, da Ponte Preta, fosse contratado. Diego Souza, outro desejo de Scolari, acabou não sendo atendido. Feliz pelo novo treinador, o capitão Marcos já anunciou que deve ampliar sua carreira.

Em dois anos e meio à frente do Palmeiras na última década, Felipão conquistou a Copa do Brasil em 1998, a Copa Libertadores e a Copa Mercosul em 1999 e o Torneio Rio-São Paulo em 2000. No mesmo ano, foi vice da Libertadores.









Fonte: Terra, www.terra.com.br