Temor da Fifa, protestos movimentam sedes em 1º ato contra a Copa do ano

A Fifa também é alvo por conta das exigências feitas ao país-sede.


Temor da Fifa, protestos movimentam sedes em 1º ato contra a Copa do ano

Principal temor da Fifa com a organização do Mundial, os protestos voltaram a agitar neste fim de semana as sedes que vão receber a competição a partir de junho de 2014. Foram registrados atos em todas as cidades programadas para receber o torneio, sendo que em São Paulo houve confusão e detenção de mais de 100 pessoas.

Desde a Copa das Confederações, quando todos os jogos foram alvos de manifestações com milhares de pessoas nas ruas, a Fifa tem cobrado do Brasil medidas para que a situação seja controlada até o Mundial. A cúpula da entidade cogitou a suspensão do torneio-teste em 2013, medida drástica que indica o tamanho da preocupação da entidade.

Pelo menos neste primeiro ato de 2014 organizado pelo grupo ?Não vai ter Copa? o número de manifestante foi bem menor do que o registrado em 2013. Porém, a violência em São Paulo indica que as cenas vistas durante a Copa das Confederações têm chances reais de se repetirem durante o Mundial.

Apesar de alguns dos protestos deste fim de semana resvalarem em outros problemas sociais do Brasil, o foco esteve nos altos gastos públicos para a Copa do Mundo. A Fifa também é alvo por conta das exigências feitas ao país-sede.

Neste domingo, mais um estádio será inaugurado, a Arena das Dunas, em Natal. Na noite de véspera, protestos foram registrados na capital potiguar. Mais cinco estádios serão inaugurados nos próximos meses e todos devem sofrer com manifestações.

Fonte: Terra