Tenho pouca sabedoria para definir quem é Neymar, diz Muricy Ramalho

"É difícil falar dele. Cada jogo é uma coisa diferente"", disse o técnico

O técnico do Santos, Muricy Ramalho, interrompeu a entrevista nos vestiários do Morumbi quando viu Neymar sorrindo na janela do salão. "Olha lá que cara mala. Ô meu, você jogou muito bem hoje, viu?", disse o treinador, aos risos, enquanto recebia sorrisos do camisa 11. Ao comentar sobre mais uma atuação inspirada do atacante - com dois gols na vitória por 3 a 0 sobre o Guarani -, Muricy admitiu que ainda não sabe como definir seu principal atleta.

"É difícil falar dele. Cada jogo é uma coisa diferente. Não sei onde é que está esse limite dele. Eu tenho pouca sabedoria para definir quem é o Neymar", apontou o técnico. Neste domingo, o jogador ajudou o Santos a conquistar importante vantagem na final do Campeonato Paulista, no primeiro confronto contra o Guarani. O resultado aproxima o time de mais um tricampeonato estadual, mais um título para entrar para a história.

"Isso é fantástico. Além de a gente ver a história sendo feita, eu vou falar que eu dirigi o Neymar. Daqui a pouco vou parar, e quando estiver no meio do mato vou falar para os meus amigos que um dia eu dirigi o Neymar. Esse cara vai chegar a um lugar que é difícil descrever", afirmou Muricy Ramalho. Com ajuda do craque, o Santos pode perder por até dois gols de diferença no próximo domingo para conquistar o título.

"É difícil, mas no futebol isso não importa", afirmou Muricy, quando perguntado se os torcedores do Guarani deveriam ter esperança. Após o jogo, o técnico Oswaldo Alvarez, do time de Campinas, afirmou que a chance de o Santos ser campeão era de 99%.

"Sabemos que jogador de futebol, às vezes, se empolga. Dirigente também se empolga. Tenho que pedir para dar uma segurada, se bem que lá em Santos eles são discretos", complementou o treinador.

Fonte: Terra