Timão deixa salário de Pato similar a outros para evitar "guerra"

Timão deixa salário de Pato similar a outros para evitar "guerra"

A avaliação da diretoria corintiana é que só um jogador como Ronaldo poderia ganhar muito mais do que os outros sem causar problemas .

O Corinthians fechou o salário oficial de Alexandre Pato próximo ao teto do time para evitar melindres dos outros jogadores. Seus vencimentos por contrato vão girar entre R$ 400 mil e R$ 500 mil. Mas ele tem possibilidades de ganhos muito maiores graças às condições acertadas com o clube.

A preocupação corintiana era de que, ao pagar muito mais para o atacante, poderia deixar contrariados jogadores que foram campeões mundiais em 2012. Por isso, fez questão de fechar um salário oficial em patamares similares ao que ganham atletas-chave do time, como Paulinho e Emerson Sheik. Também, oficialmente, Pato não terá luvas a receber do Corinthians.

A avaliação da diretoria corintiana é que só um jogador como Ronaldo poderia ganhar muito mais do que os outros sem causar problemas no vestiário. Isso porque ele é um ídolo para os outros atletas, o que não é o caso de Pato, com apenas 23 anos.

Com os vencimentos oficiais no Corinthians, o atacante tem uma redução significativa no salário que ganhava no Milan. Mas a questão é que seus ganhos podem se multiplicar com outras receitas variáveis.

De cara, ele ficou com 40% sobre os direitos de seu contrato, o que significa que ficará com essa fatia de uma futura negociação. O Corinthians pagou 15 milhões de euros (R$ 40 milhões) para contar com Pato. Ou seja, na prática, deu lhe uma fatia pela qual pagou R$ 16 milhões.

Se Pato for vendido pelo mesmo valor que foi comprado, isso significaria que ele levaria R$ 4 milhões por cada um de seus quatro anos de contrato. Isso representaria R$ 333 mil a mais por mês. Caso seja negociado em dois anos, teria R$ 8 milhões por ano, ou R$ 666 mil a mais por mês.

Assim, dependendo da sua futura negociação, o atacante pode ter ganhos de mais de R$ 1 milhão mensal. Agora, pode não ganhar nada também se não houver proposta por ele.

Ainda mais porque Pato terá liberdade para fazer contratos de publicidade, o que, dependendo de seu rendimento, pode lhe render mais dinheiro. Então, o atacante do Milan aceitou se encaixar na faixa salarial corintiana e apostar em um considerável aumento nos valores de acordo com seu próprio desempenho.

Fonte: UOL