Após 1 semana de conversa com o Cruzeiro, Timão luta por Montillo

O Cruzeiro segue irredutível sobre a venda de Montillo, mas nem por isso o Corinthians pensa em desistir da negociação


Timão mantém esperança e aposta em pressão interna para ter Montillo

O Cruzeiro segue irredutível sobre a venda de Montillo, mas nem por isso o Corinthians pensa em desistir da negociação. Ao contrário do São Paulo, que já anunciou estar fora de leilão pelo jogador, o Timão adotou a paciência como aliada. O clube acredita que a pressão de pessoas próximas ainda pode fazer o presidente da Raposa a aceitar negociar o argentino por menos de ? 15 milhões (R$ 36 milhões).

Sem avançar nos contatos feitos com o novo mandatário Gilvan de Pinho Tavares, o Corinthians recorreu ao ex-presidente Zezé Perrella para ganhar força. O clube buscou apoio também do banco BMG, dono de 20% do argentino e um dos candidatos a patrocinar o Timão a partir do Campeonato Brasileiro de 2012. Nada, porém, surtiu grande efeito.

Corinthians e Cruzeiro não conversam há uma semana. Nem por isso a diretoria paulista acredita que o negócio acabou. A esperança é de que Tavares seja convencido por seus aliados de que só montará um grande time na próxima temporada se vender Montillo. O dirigente assumiu o cargo com um déficit de aproximadamente R$ 30 milhões, mas, até o momento, se recusa a liberar a principal estrela do elenco e o maior ídolo da torcida.

O Timão se apega também ao próprio Montillo e aos representantes dele. Em visita ao CT Joaquim Grava na semana passada, o empresário Sergio Irigoitia alinhavou todos os detalhes do acordo. O jogador receberá mais do dobro em salários, além de uma compensação financeira. Os paulistas apostam que, no retorno das férias, o armador solicitará um aumento fora dos padrões para permanecer, obrigando os mineiros a efetuar a transação.

Chegar aos ? 15 milhões (R$ 36,3 mi) está fora de cogitação. Apesar de o meia ser o sonho de consumo, o Corinthians avalia o montante como muito elevado para um atleta de 27 anos. Uma corrente de conselheiros dentro do Parque São Jorge gostaria que o presidente interino Roberto de Andrade desistisse do negócio para se concentrar em atletas de nível semelhante que estão no mercado, como Douglas e Thiago Neves.

A desistência do São Paulo, aliás, foi favorável ao Corinthians. Por ter colocado três jogadores à disposição por empréstimo, a proposta do Tricolor tinha agradado mais aos mineiros, mas também foi recusada. O valor oferecido era o mesmo: ? 10 milhões (R$ 24 milhões).

Mesmo sem querer subir ainda mais sua oferta, o Corinthians sonha com uma resposta positiva do Cruzeiro até o fim do ano, o que parece ser pouco provável de acontecer. O grande presente de Natal da Fiel pode chegar só em 2012.

Fonte: Globo Esporte