Corinthians: Tite admite que Paulo André simulou e defende punição

Corinthians: Tite admite que Paulo André simulou e defende punição

Enfatizou que o zagueiro deveria ser punido, assim como qualquer atleta que tentar simulação

Tite evitou se aprofundar nos comentários sobre a polêmica envolvendo a simulação do zagueiro Paulo André em choque com Luis Fabiano, no clássico ocorrido no domingo, no Pacaembu. Indagado em entrevista coletiva nesta terça-feira sobre o lance, o treinador disse que não daria opinião.

No entanto, após o contato com os repórteres no CT Joaquim Grava, Tite disse à TV Bandeirantes que Paulo André exagerou na queda após contato com o atacante do São Paulo. Enfatizou que o zagueiro deveria ser punido, assim como qualquer atleta que tentar simulação.

?Primeiro passo para os meus jogadores. Não quero, não simule, não faça. O Paulo André simulou essa vez, cartão para ele. A primeira orientação é para os meus jogadores, como foi neste caso eventual do Paulo André. Não é toda hora que ele faz isso, então dá o cartão, porque a regra é igual para todos.?

O técnico do Corinthians acredita que Jorge Henrique melhorou seu comportamento, evitando simulações e quedas por qualquer jogada.

?Tem que ter a mesma medida para todo mundo: quem simular tem que ser punido com cartão. Não quero que meu atleta seja assim. E parabéns para o Jorge Henrique. Eu recebi do quadro de arbitragem que ele melhorou bastante. Tem que ser igual para todos?, declarou.

Na segunda-feira, o zagueiro Paulo André enviou nota oficial à imprensa admitindo ter exagerado após ser derrubado por Luis Fabiano. O jogador se desculpou.

O lance gerou críticas em redes sociais, pois Paulo André havia dito na semana passada que Neymar ?simulava o jogo todo?.

O assunto simulação ganhou força pouco após a vitória do Santos contra o Corinthians, na Vila. Na ocasião, Tite declarou que Neymar passava uma imagem ruim por fingir contusões. O santista não levou a polêmica adiante.

Fonte: UOL