Tite não pedirá demissão: ‘Coisa de covarde, e isso eu não sou’

Tite não pedirá demissão: ‘Coisa de covarde, e isso eu não sou’

Técnico avisa que não pensou em entregar o cargo após derrota para o Grêmio e diz que trabalha ‘tranquilo’ pelo menos até o fim do Brasileiro

Garantido no comando do Corinthians até o fim do ano, o técnico Tite afirmou na noite desta sexta-feira que não pensou em pedir sua saída do cargo após a derrota por 1 a 0 para o Grêmio, quarta-feira, em Porto Alegre. Tranquilo com sua sequência no Campeonato Brasileiro, o comandante preparou o time que enfrenta o Criciúma neste sábado, em Itu, e avisou que se responsabiliza pelos bons e maus momentos desde que assumiu o Timão, em outubro de 2010.

? Nesse momento e até o fim do campeonato, pedir demissão é coisa de covarde, e isso eu não sou. Só saio com o peso de todos os títulos que conquistamos e também com o da 13ª colocação, que é o que temos agora ? afirmou Tite.

? Eu pedir para sair agora seria um elemento de covardia. Podemos ter uma incompetência momentânea, mas não covardia ? completou.

A permanência de Tite foi confirmada após reunião da diretoria corintiana na tarde de quinta-feira, no CT Joaquim Grava. O presidente Mário Gobbi e o diretor de futebol Roberto de Andrade entendem que o principal problema está em campo, com os jogadores, que foram muito cobrados pela cúpula alvinegra ? os atletas foram representados por Paulo André, Alessandro e Fábio Santos. Andrade garantiu que a demissão do treinador nem foi cogitada.

Tite, por sua vez, preferiu manter a tranquilidade ao falar da reunião de quinta-feira. Sem dar detalhes, destacou apenas que se sente bem para prosseguir com seu trabalho.

? Escuto muitas notícias, mas só quero estar em paz para fazer o melhor trabalho possível. Não posso dar ouvidos a especulações. O momento de dificuldade é para todos, e não vou culpar ninguém ? disse.

O técnico logo tentou dar fim ao assunto. Questionado pela terceira vez sobre a conturbada quinta-feira do CT Joaquim Grava, Tite avisou:

? Vamos falar do jogo, que é mais importante. Teve notícias de Tite dentro, Tite fora, e eu dando satisfação para minha família inteira (risos).

Diante do Criciúma, Tite fez mudanças no setor ofensivo para tentar acabar com a seca de gols: apenas três nos últimos 12 jogos do Brasileirão. Com Alexandre Pato no ataque, o Corinthians terá a seguinte escalação: Cássio, Alessandro, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf e Guilherme; Edenílson, Douglas e Romarinho; Alexandre Pato. A grande novidade será a presença de Renato Augusto no banco de reservas

Fonte: G1