Título brasileiro inédito para quase todo o elenco motiva o Flu

Título brasileiro inédito para quase todo o elenco motiva o Flu

Do atual elenco do Fluminense, apenas um reserva já venceu o Nacional

Para muitos, o Campeonato Brasileiro é o mais difícil do mundo. No Fluminense, essa tese deve contar com vários adeptos. Não só pelo jejum de 26 anos do clube ou pela equilibrada disputa que trava com Corinthians e Cruzeiro pelo título de 2010, mas também pelo fato de a medalha de campeão nacional faltar na estante de praticamente todos os seus jogadores.

Nenhum titular do Tricolor tem a faixa de campeão nacional. Do elenco, apenas o zagueiro reserva André Luis conseguiu o feito, por duas vezes, quando defendia o Santos, em 2002 e 2004.

Nem mesmo Belletti, recheado de conquistas ao longo da carreira, tem esse título. Muito menos Deco, campeão duas vezes da cobiçada Liga dos Campeões da Uefa. Tampouco Fred, principal estrela da equipe e tricampeão francês pelo Lyon.

No entanto, os três acima ainda ostentam conquistas em seus currículos. Ao contrário de grande parte do elenco, carente de títulos. Washington, por exemplo, no Brasil venceu apenas o Campeonato Gaúcho de 1997.

Conca, destaque do time no Brasileiro, tem apenas um Campeonato Chileno pelo Universidad Catolica. Já o lateral-direito Mariano, convocado recentemente pela seleção brasileira, não tem conquista alguma em sua carreira. O defensor espera findar esse jejum com o título do Brasileirão.

- Sonhar com um título a gente sempre sonha, ainda mais dessa grandeza. Se conseguirmos conquistá-lo, será o meu primeiro nos profissionais e me sentirei realizado. É o campeonato mais difícil do mundo e temos muitas chances.

As possibilidades realmente são boas para o Fluminense, que lidera o Brasileiro com 65 pontos e só depende de si. Se vencer Palmeiras e Guarani, fatura o título que não vem desde 1984. O que, segundo Mariano, deixará todo o elenco marcado no clube.

- O que todo jogador quer é ter seu nome lembrado em um grande clube. Se formos campeões, isso naturalmente vai acontecer. Essa será nossa maior recompensa.

Em compensação, no banco de reservas, o time conta com um técnico acostumado a vencer o Nacional. Pelo São Paulo, Muricy Ramalho foi campeão quatro vezes, sendo três como treinador (entre 2006 e 2008) e uma como jogador, em 1977.

Fonte: R7, www.r7.com