Torcedor morre após gol do Corinthians na final do Mundial

Aposentado Luiz Antonio Grossi, 63 anos, sofre enfarte na final do Mundial no Jardim Guadalajara.

Que o futebol é emocionante, todos já sabem. Mas às vezes tanta emoção pode até levar à morte pessoas que sofrem com problemas do coração e se envolvem com o esporte. Foi o caso do aposentado Luiz Antônio Grossi, 63 anos, em Bauru neste domingo (16) de manhã.

Seu coração não resistiu ao gol do atacante Paolo Guerrero aos 23min do segundo tempo, por volta das 10h. Ele começou a passar mal e a família acionou a viatura do Samu, mas já era tarde. Luiz sofreu um enfarte e já estava morto quando o atendimento chegou na casa, que fica no Jardim Guadalajara.

Luiz Antônio era um corintiano fanático e bastante conhecido ali na região. Ele também sofria com problemas no coração a algum tempo. A tragédia, aliás, pegou todos os vizinhos de surpresa. Quando souberam, muitos não acreditaram no que aconteceu.

Uma das vizinhas ainda disse ao BOM DIA que Luiz vivia falando co Corinthians, mas não soube confirmar se o coração parou, de fato, por conta do gol da equipe no Mundial.

Entretanto, ele realmente começou a passar mal logo após o gol da equipe que garantiu o título mundial ? infelizmente ele não viveu o suficiente até o fim da partida. Ainda neste domingo à noite, ele estava sentado em frente à sua casa brincando com os outros moradores e gritando ?Vai, Corinthians?.

A família não quis comentar sobre a tragédia. Seu corpo está sendo velado no Centro Velatório Terra Branca, na Sala 1 (Rua Gerson França, 5-55, Centro). Enterro será hoje, às 11h, no Cemitério da Saudade.

Emoção/ Já o vereador eleito Faria Neto driblou ordens médicas e também correu risco. Corintiano, ele se recuperou recentemente de um AVC e teve ordem médica para não assistir a partida deste domingo. ?Mas não teve jeito?, comentou, na sede da torcida Fiel Macabra.

Festa nas ruas teve pouca confusão

A única morte em Bauru por conta do jogo do Corinthians acabou sendo de morte natural. Mas todos esperavam que fosse por conta de acidentes de trânsito. Logo que o juiz apitou o fim do jogo, vários torcedores pegaram seus carros com a bandeira da equipe e desfilaram pelas ruas de Bauru. Entretanto, não foram registradas ocorrências mais graves. Houve apenas alguns tumultos na avenida Marcos de Paula Rafael, no Mary Dota, e na avenida Getúlio Vargas, tradicional ponto de comemoração aqui em Bauru. A Base Sul da Polícia Militar comentou que logo após o almoço os torcedores já haviam sido dispersados sem maiores problemas.

Fonte: Terra