Torcedores da Lusa param Avenida Paulista em manifesto contra ‘tapetão’

Torcedores da Lusa param Avenida Paulista em manifesto contra ‘tapetão’

Com fogos e apoio de buzinas de motoristas que passaram pelo local, eles interromperam todas as faixas do sentido Consolação.

Um grupo com cerca de 100 torcedores, a maioria da Portuguesa, fez uma manifestação pacífica na Avenida Paulista na tarde deste sábado. O motivo é o possível rebaixamento do clube para a segunda divisão nacional, mesmo após o término do Campeonato Brasileiro. Com fogos e apoio de buzinas de motoristas que passaram pelo local, eles interromperam todas as faixas do sentido Consolação.

A torcida convocou o evento nas redes sociais pedindo o apoio de todos os times paulistas. Participaram não apenas torcedores da Lusa, mas também pessoas com camisas de outros clubes para protestar contra o possível ?tapetão? envolvendo Fluminense e Portuguesa. O grupo se reuniu no vão livre do Museu de Arte de São Paulo, com cartazes, faixas e bandeiras e até bateria.

Os manifestantes entoaram gritos contra o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o Fluminense e o procurador Paulo Schimidt, que fez a denúncia contra o clube paulistano. A torcida chegou a bloquear temporariamente os dois sentidos da Avenida Paulista.

Na próxima segunda-feira, um julgamento pode alterar o resultado da rodada final do nacional, definindo o descenso da Portuguesa e a permanência do Fluminense na Série A do Brasileirão em 2014. A denúncia é de que a Lusa teria escalado irregularmente o meia Héverton na partida contra o Grêmio, na 38ª rodada. O jogador havia sido suspenso pelo STJD por uma expulsão contra o Bahia na 36ª rodada, mas chegou a entrar em campo no duelo contra o clube gaúcho. Se condenada, a Portuguesa irá perder quatro pontos, caindo para a 17ª colocação. Neste caso, o tricolor subiria para a 16ª posição e escaparia da degola.

Fonte: Paraiba