Torcedores do Corinthians entram em confronto com a polícia

Eliminação da Copa Libertadores exaltou ânimos na saída do Pacaembu

A Polícia Militar teve trabalho para conter torcedores do Corinthians exaltados na saída do estádio do Pacaembu, na noite desta quarta-feira (5), palco da eliminação do Timão da Copa Libertadores diante do Flamengo. Bombas de gás lacrimogêneo e de efeito moral foram usadas para dispersar centenas de torcedores a partir da praça Charles Muller, em frente ao estádio.

Segundo informações da PM, a confusão teria começado entre os próprios corintianos, próximo ao cruzamento da avenida Pacaembu com a rua Doutor Veiga Filho, onde carros e imóveis próximos eram vandalizados. Agentes da Tropa de Choque e da Força Tática também foram atacados e, encurralados, partiram para o confronto. Na tentativa de controlar e dispersar a movimentação dos torcedores, os policiais usaram escudos, cassetetes e bombas de efeito moral e gás lacrimogêneo, enquanto paus e pedras foram utilizados pelos torcedores.

A fumaça e a correria causadas pelo tumulto assustaram quem saia pacificamente do estádio e quem passava pelos arredores do Pacaembu. Duas agências bancárias foram danificadas por alguns que buscavam refúgio. Um ônibus com torcedores do Corinthians foi interceptado por quem fugia da polícia, mas agentes entraram a força no veículo e ordenaram a saída de todas as pessoas. O motorista do ônibus ficou ferido.

Policiais civis do 23º Distrito Policial de Perdizes, na zona oeste de São Paulo, informaram que 70 pessoas foram presas e encaminhadas à delegacia, onde prestaram depoimento, antes de assinarem um termo circunstanciado e serem liberadas ? no caso dos delitos mais leves ?, ou acabarem indiciadas.

Horas antes, torcedores do Flamengo foram presos em um ônibus na marginal Tietê, na zona norte da capital. Com eles a polícia encontrou três revólveres e duas bananas de dinamite. Cerca de 50 pessoas foram levadas ao 9º Distrito Policial do Carandiru, onde também prestaram depoimento durante a madrugada desta quinta-feira (6).

Fonte: R7, www.r7.com