Torcida do Milan protesta em derrota, vaia Balotelli e aplaude apenas Kaká

Titular, brasileiro é poupado pelos rossoneri em tropeço no San Siro. Convocado por Felipão, Robinho não sai do banco, e equipe afunda na tabela antes

A torcida do Milan aproveitou mais um resultado negativo na temporada para mostrar o descontentamento com o time de Sílvio Berlusconi. Pouco após a derrota por 2 a 0 para a Fiorentina neste sábado, a ?Curva Sud?, principal organizada do clube, exibiu duas faixas de protesto contra os dirigentes. Além dos cartolas, alguns jogadores também foram alvos dos torcedores e nem Balotelli escapou das vaias. Kaká foi o único aplaudido.


Torcida do Milan protesta em derrota, vaia Balotelli e aplaude apenas Kaká

A primeira das mensagens voltada para os dirigentes já havia sido mostrada no início da temporada e levava a data de 28 de agosto, época do encerramento da janela de transferências, com o pedido de reforços.

- Uma defesa e um meio de campo para reforçar. Não há outra coisa na qual vocês devam pensar - dizia uma delas, enquanto a outra, mais recente, ficou logo abaixo com a seguinte mensagem.

- A resposta foi: o torcedor não faz contratações. Agora vejam o resultado.

Kaká se salva da ira da torcida

Os torcedores, que vaiaram o Milan durante quase todo o segundo tempo, apenas manifestaram apoio a Kaká. Titular, ele disputou os 90 minutos pela primeira vez na temporada e foi um dos melhores da equipe. Em campo, mostrou vontade e foi o único que tentou correr contra a maré, tanto pelo lado esquerdo do ataque quanto pelo meio de campo, armando o time.

Já Robinho, dois dias depois de ter sido convocado à seleção por Luiz Felipe Scolari, nem saiu do banco na derrota em casa. Depois de ter sido reserva contra o Lazio, a expectativa era que ele iniciasse a partida, precisamente no lugar de Kaká. O treinador, porém, voltou a apostar no ex-jogador Real Madrid, que vem recuperando a sua condição física e é um dos jogadores do time em melhor forma neste momento.

A escolha de Allegri de deixar Robinho fora do time por dois jogos consecutivos indica que o brasileiro deverá voltar contra o Barcelona, nesta terça-feira, pela Liga dos Campeões. E é bom o Milan pontuar no Camp Nou para não perder força na briga pela vaga nas oitavas de final da competição europeia. Inclusive, diante do quadro de crise, a concentração foi antecipada para este domingo, algo raro no futebol europeu.

Fonte: Globo Esporte