Torcida é para Neymar fora: ""Está de castigo""

Já está confirmado. O Neymar está fora. A mãe dele chamou e ele vai ficar de castigo (risos) - brincou.

O técnico do Corinthians, Adilson Batista, tratou com bom humor a possibilidade de Neymar retornar ao time do Santos no clássico entre os clubes, quarta-feira, às 22h, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro. Apesar de minimizar as atitudes da jovem revelação na confusão com o Dorival Júnior, o comandante corintiano torce para que ele não esteja em campo na próxima rodada.

- Já está confirmado. O Neymar está fora. A mãe dele chamou e ele vai ficar de castigo (risos) - brincou.

Em seguida, falando sério, Adilson admitiu que já vem planejando uma forma de parar Neymar. A participação dele, porém, ainda não está confirmada. Ele foi tirado do jogo contra o Guarani, domingo, em Campinas, e terá sua situação reavaliada novamente pela diretoria e pela comissão técnica. Dorival cobra uma punição de 15 dias.

- É um clássico, contra o Corinthians. Ele é bom jogador e já pediu perdão. Já estou pensando no que vou fazer - resumiu.

O treinador do Corinthians, aliás, evitou fazer críticas a Neymar pelos problemas da semana anterior. Para o comandante, a radical mudança de vida que o atacante foi submetido nos dois últimos anos também contribui para que o temperamento dele fosse alterado.

- Ele é jovem, precisa ter um pouquinho de cuidado. Mas já se desculpou e vai crescer com os exemplos que ele tem na Vila Belmiro, como Pelé, Edu, Juari, aqueles Meninos da Vila que driblavam sem humilhar. A vida muda. Nós ficamos julgando o atleta, mas coloca um US$ 1 milhão nas mãos de um recém-formando em medicina filho de médico e vê se ele não vai fazer besteira. Muita gente faz coisa errada. O Dorival é capacitado, o Santos tem dirigentes experientes. O Zito (ex-jogador) pode ajudar. Daqui a pouco, ele volta a jogar - completou.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com