Arena Corinthians: Defesa Civil cogita um erro humano

Além de interditar 30% do setor leste do estádio, a Defesa Civil anunciou que voltará ao local nesta quinta-feira

Ainda não há certeza sobre o que ocasionou o grave acidente na Arena Corinthians, em São Paulo, nesta quarta-feira. As entidades responsáveis terão que fazer novas avaliações para investigar. De acordo com o coordenador da Defesa Civil de São Paulo, Jair Paca de Lima, cogita-se a possibilidade de falha humana.

Primeiramente, Jair foi simplista ao analisar o que aconteceu no acidente: "parece que foi um erro de procedimento que deve ter gerado todo esse dano na estrutura".

Questionado na sequência sobre o motivo desse erro, ele indicou: "no caso do maquinário pesado pode ter havido uma torção, algo que afetou a estrutura e que provocou a queda do guindaste". Essa torção pode ter sido feita por uma falha humana ou uma falha na máquina.

Além de interditar 30% do setor leste do estádio, a Defesa Civil anunciou que voltará ao local nesta quinta-feira. Ele precisa fazer uma nova avaliação para investigar as causas do acidente. Além disso, a Polícia Tecno-Científica também estará na Arena.

Apesar da interdição e dessas visitar, as obras no restante do estádio estão liberadas. "Não percebemos rachaduras ou trincas no estádio como um todo", afirmou Jair. A construtora Odebrecht, porém, já anunciou que, por luto, só voltará a tocar as obras a partir do dia 2 de dezembro, segunda-feira.















Fonte: Terra