Treinador da Argentina admite que não quer enfrentar Brasil durante a Copa

Curto deslocamento na primeira fase e adversários frágeis animam Alejandro Sabella.

O resultado do Sorteio Final da Copa do Mundo da Fifa, de certa forma, trouxe alívio para o técnico argentino Alejandro Sabella. Caso confirmem o favoritismo em seus respectivos grupos e avancem na primeira colocação às oitavas de final, Brasil (Grupo A) e Argentina (Grupo F) só se enfrentarão em uma possível decisão ou na disputa pelo terceiro lugar.


Treinador da Argentina admite que não quer enfrentar o Brasil em 2014

Ainda na Costa do Sauípe, na Bahia, o treinador argentino não teve vergonha de expressar um certo alívio por não ter que enfrentar o Brasil nas primeiras fases do Mundial. Apesar de acreditar que a Argentina também seria um adversário complicado para a seleção brasileira, Sabella pensa que o melhor é que não haja o confronto entre os países vizinhos em 2014.

- A Argentina é um adversário perigoso para o Brasil, mas espero não ter que jogar contra a seleção brasileira ? admitiu o treinador.

Além de fugir de um possível confronto contra a Seleção nas primeiras fases do Mundial, Alejandro Sabella se disse satisfeito com o grupo da Argentina. Apesar de a chave contar com adversários frágeis, como Nigéria, Irã e Bósnia, o curto deslocamento que os argentinos terão de fazer foi o mais festejado pelo treinador. Na fase de grupos, a Albiceleste jogará no Rio de Janeiro, em Belo Horizonte e em Porto Alegre.

- O Grupo F é geograficamente bom. As viagens longas cansam e, além disso, as regiões Sul e Norte têm muita diferença de temperatura. O Brasil é um país muito grande, quase um continente dentro de outro continente. Do ponto de vista geográfico e do ponto de vista do sorteio, estamos satisfeitos ? reconheceu.

Sabella também falou sobre seu melhor jogador e principal esperança argentina de conquistar uma Copa do Mundo após 28 anos (o último título mundial foi em 1986, no México). A sequência de lesões de Messi ? cinco neste ano ? aparentemente não preocupam o treinador, que vê o atleta do Barcelona realizando um tratamento cauteloso, sem pressa para retornar, para que assim evite novos problemas físicos em 2014.

- Além de defender a Argentina, ele (Messi) joga em uma grande equipe, com muitos jogos importantes no Campeonato Espanhol e na Liga dos Campeões. É um atleta muito responsável e com espírito ganhador. Está tranquilo, fazendo sua recuperação com tempo para que não volte a sofrer uma lesão

A Argentina estreia na Copa do Mundo em 15 de junho, contra a Bósnia, no Maracanã. No dia 21, o adversário será o Irã, no Mineirão. Quatro dias depois será a vez da Nigéria, no Beira-Rio, no jogo que encerra a participação da equipe de Messi na fase de grupos do Mundial de 2014.

Fonte: GloboEsporte