Três semanas depois, Muricy ainda lamenta sua demissão por telefone

Ex-treinador do Santos afirma que faltou experiência à diretoria do clube e garante que tem recebido propostas e que pode voltar à ativa em breve

Muricy Ramalho ainda não digeriu bem sua demissão no Santos. Em entrevista ao Bandsports, o ex-treinador do Peixe lamentou o fato de ter sido dispensado pela diretoria alvinegra pelo telefone. Segundo ele, faltou experiência aos dirigentes santistas na condução da situação.

- Não tenho nenhuma reclamação, porque são pessoas do bem, mas acho que faltou um pouquinho de experiência em relação a isso, porque a única coisa que não foi legal foi não conseguir me despedir das pessoas: dos jogadores, da comissão técnica e dos funcionários - argumentou Muricy.

Não foi só a demissão por telefone que deixou o treinador insatisfeito. De acordo com ele, a cultura do futebol brasileiro ainda é muito atrasada.

- No Brasil, é muito pela emoção; não é muito pela razão. Eu fiquei dois anos em um clube (Santos) e fui campeão quatro vezes. Na Inglaterra, por exemplo, em dois anos, seis finais. Lá eles me chamariam para fazer um contrato de 10 anos. Aqui eu fui mandado embora. É assim mesmo - comentou o técnico, que conquistou dois Paulistas (2011 e 2012), uma Libertadores (2011) e uma Recopa (2012) pelo Peixe.

Enquanto permanece sem clube, Muricy garante que está aproveitando bem. Mas não descarta uma volta aos trabalhos em breve, embora ele garanta que não fará nada precipitado.

- Fui viajar um pouco. Foi legal. Há muito tempo que não tinha essa sensação de descanso total com a família.

- Não tenho pressa de voltar. Uma das coisas que eu faço bem é escolher. Preciso escolher bem um clube para ser campeão, pois no Brasil isso é o que importa. Estou escolhendo um time com carinho. Vou descansar mais um pouco e pode ser que em breve a gente apareça no mercado novamente.

Fonte: GloboEsporte