Mike Tyson admite uso de drogas antes de lutas e até um pênis falso para burlar teste de doping

Mike Tyson admite uso de drogas antes de lutas e até um pênis falso para burlar teste de doping

Para burlar o exame antidoping, ele recorria a um pênis falso.

O aguardado livro Undisputed Truth (Verdade Incontestável, em tradução livre) foi publicado nesta terça-feira nos Estados Unidos e trouxe consigo mais uma revelação da polêmica vida de Mike Tyson. De acordo com o jornal inglês The Telegraph, o controverso boxeador admite ter consumido drogas antes de lutas importantes da premiada carreira. Para burlar o exame antidoping, ele recorria a um pênis falso.

?Eu era um completo drogado?, admitiu Tyson, que conta ter usado cocaína pela primeira vez aos 11 anos. ?A história da guerra é a história das drogas. Todo grande general e todo grande guerreiro era drogado?, acrescentou o ex-campeão mundial dos pesados.

Tyson, hoje aos 47 anos, fazia uso de maconha e cocaína antes de ir aos ringues. Como depois das lutas era submetido a um exame antidoping, ele tinha uma artimanha: um pênis falso, com uma amostra ?limpa? de urina.

Ainda assim, ele chegou a ser flagrado uma vez em 2000, quando testou para maconha. Em suas memórias, escritas em parceria com Larry Sloman, Tyson culpa o ?caddy? ? ou seja, o carregador do pênis falso ? por um descuido.

O ex-lutador reconheceu inclusive que estava drogado em 1989, quando nocauteou Frank Bruno no quinto assalto. ?Ele deveria ter acabado comigo?, confessou. Outro episódio marcante da carreira em que Tyson estava fora de si foi em 2002, em uma conferência de imprensa antes da luta com Lennox Lewis. ?Eu fiquei louco. Olhei para ele e quis bater naquele fdp?, disparou. O britânico venceu o combate por nocaute.

Fonte: Terra