UFC 138: em luta sangrenta, Muñoz derrota Chris Leben e quer enfrentar Anderson Silva

UFC 138: em luta sangrenta, Muñoz derrota Chris Leben e quer enfrentar Anderson Silva

Muñoz foi para o single leg no início e derrubou Leben, que escapuliu e levantou

Na luta principal do UFC 138, o americano Mark Muñoz venceu o compatriota Chris Leben por nocaute técnico (desistência do córner), pela categoria médio. O combate, realizado na noite deste sábado, em Birmingham, na Inglaterra, foi o 14º da carreira de Muñoz, que soma agora 12 vitórias. Ao final da luta, o vitorioso atleta dos EUA fez um apelo para enfrentar Anderson Silva, valendo o cinturão dos médios.

Muñoz foi para o single leg no início e derrubou Leben, que escapuliu e levantou. Segundos depois, Leben ficou imprensado e de costas na grade, mas aproveitou um desequilíbrio do rival para derrubá-lo. Leben ainda aplicou fortes socos em Muñoz, que escapou e derrubou novamente, aplicando dois golpes fortíssimos. Leben ainda se levantou, mas levou uma direita de Muñoz, que venceu o round por 10 a 9.

O segundo período foi o mais agressivo do UFC 138. Logo no início, Muñoz levou a luta para o chão, onde aplicou golpes fortíssimos fazendo o oponente sangrar bastante. Na metade do round, o árbitro chegou a interromper a luta pra checar se Leben estava bem e decidiu prosseguir com o confronto. Aproveitando o melhor momento, Muñoz seguiu castigando o rival até zerar o cronômetro.

Durante o intervalo, o árbitro decidiu encerrar a luta após a equipe de Leben desistir do combate por causa do corte acima do olho esquerdo do lutador, e Muñoz ficou com a vitória por nocaute técnico.

Ao final do evento, Mark Muñoz disse que merece uma chance de disputar o cinturão dos médios com Anderson Silva.

- Nós somos muito amigos, tenho uma admiração enorme por ele, mas quero desafiá-lo - afirmou ainda no octógono.

Resultados do UFC 138:

Card principal

Mark Muñoz venceu Chris Leben por nocaute técnico (desistência do córner) aos 5m do round 2

Renan Barão venceu Brad Pickett por finalização (mata-leão) aos 4m09s do round 1 Thiago Alves venceu Papy Abedi por finalização (mata-leão) aos 3m32s do round 1

Anthony Perosh venceu Cyrille Diabate por finalização (mata-leão) aos 3m09s do round 2

Terry Etim venceu Edward Faaloloto por finalização aos 17 do round 1

Card preliminar

John Maguire venceu Justin Edwards (30 a 27, 30 a 27, 30 a 27)

Philip De Fries venceu Rob Broughton na decisão unânime dos jurados (29 a 28, 29 a 28 e 29 a 28)

Michihiro Omigawa venceu Jason Young na decisão unânime dos jurados (29 a 28, 29 a 28 e 29 a 28)

Che Mills venceu Chris Cope por nocaute técnico aos 40s do round 1

Chris Cariaso venceu Vaughan Lee na decisão dividida dos jurados (29 a 28, 28 a 29 e 29 a 28)

Fonte: Globo Esporte