UFC 159: Jon Jones busca recorde em combate polêmico com Sonnen

UFC 159: Jon Jones busca recorde em combate polêmico com Sonnen

Peso-meio-pesado tenta igualar marca de Tito Ortiz e encerrar saga de oito meses com falastrão. Vinny Magalhães enfrenta Phil Davis no card principal

Considerado um dos dois melhores lutadores peso-por-peso do mundo, o americano Jon Jones busca igualar uma marca histórica ao encarar o compatriota Chael Sonnen neste sábado, no evento principal do UFC 159, em Newark, EUA. Caso vença, "Bones" terá cinco defesas de cinturão bem-sucedidas consecutivas no peso-meio-pesado, maior sequência na história da divisão, conquistada originalmente por Tito Ortiz entre 2000 e 2002. Quatro dessas vitórias foram contra ex-campeões da categoria; Sonnen é o primeiro desafiante de Jones que nunca conquistou o cinturão do UFC, e o confronto causou polêmica desde o final de agosto do ano passado, quando foi ventilado pela primeira vez.

O improvável casamento de luta entre Jones, dominante campeão dos pesos-meio-pesados, e Sonnen, recém-saído de uma derrota para Anderson Silva na disputa de cinturão da categoria de baixo, o peso-médio, surgiu originalmente como solução de última hora para o UFC 151, evento de 1º de setembro de 2012. Dan Henderson, ex-campeão do Pride e do Strikeforce e companheiro de equipe de Sonnen, seria o adversário de Jones na luta principal, mas sofreu uma lesão no joelho cerca de uma semana e meia antes do torneio. Com pouquíssimo tempo para procurar um substituto, o Ultimate recorreu a Sonnen, que havia recentemente anunciado seu retorno ao peso-meio-pesado e vinha trocando farpas com Bones pela imprensa. O campeão, todavia, não aceitou a troca, alegando que teria pouco tempo de preparação para o novo oponente.

A negativa de Jones resultou no cancelamento do UFC 151 e numa enxurrada de críticas à sua postura, por parte dos fãs, da imprensa e da própria organização, que jogou toda a culpa do ocorrido em seus ombros. Sonnen, conhecido por sua língua afiada e pelo seu senso de marketing, aproveitou e chamou o rival de covarde de todas as maneiras possíveis. Após derrotar Vitor Belfort no UFC 152, em setembro, Jones acabou aceitando enfrentar o "falastrão" para silenciar as críticas e provar que não estava tentando evitar o desafeto. Como bônus, os dois foram protagonistas do reality show The Ultimate Fighter, como treinadores de duas equipes de pesos-médios.

O programa foi aclamado pela crítica e pelos fãs, mas a luta entre os dois continuou recebendo críticas. Os fãs reclamam que Sonnen, com duas derrotas em disputas de cinturão no UFC e um retrospecto de apenas uma vitória e duas derrotas como peso-meio-pesado na organização, não merecia a disputa de cinturão contra Jones. Já este ainda é mal visto pelos fãs por não ter aceitado o confronto na primeira ocasião e causado o cancelamento do UFC 151; na pesagem de sexta-feira, foi vaiado pela torcida presente ao Prudential Center, em Newark.

- Não me surpreendeu nem um pouco, mas não estava focado nisso. Meus olhos estão voltados para essa luta. Vaias, aplausos, não importa, vi muita gente de pé, e isso que importa - disse Jon Jones em entrevista à TV americana, após a pesagem.

Card cheio de rivalidades

O UFC 159 tem um card principal recheado de rixas pessoais. O coevento principal coloca frente a frente os pesos-médios Michael Bisping e Alan Belcher, eternos candidatos a uma disputa de cinturão e antigos rivais. Há anos, o britânico Bisping e o americano Belcher trocam farpas pela imprensa, e, neste sábado, enfim resolverão suas diferenças dentro do octógono. Os pesos-leves Jim Miller e Pat Healy, que abrem o card principal, também nutrem uma rivalidade e terão a oportunidade de se enfrentar num combate cercado por expectativas.

O brasileiro Vinny Magalhães também estará em ação num confronto cheio de provocações com o americano Phil Davis. O lutador carioca, campeão mundial de jiu-jítsu e do ADCC (prestigioso campeonato de luta agarrada), se ofereceu para encarar Davis quando a luta do americano contra Forrest Griffin, seu companheiro de equipe, caiu devido a uma lesão sofrida por Griffin. A partir daí, Vinny passou a trocar cutucões com o "Sr. Maravilhoso" através do Twitter, insistindo para que ele aceitasse o combate, o que acabou se materializando. Davis, porém, terá mais do que apenas Vinny na cabeça, após ser acusado pela ex-mulher de violência doméstica.

UFC 159

27 de abril de 2013, em Newark (EUA)

CARD PRINCIPAL

Jon Jones x Chael Sonnen

Michael Bisping x Alan Belcher

Roy Nelson x Cheick Kongo

Phil Davis x Vinny Magalhães

Jim Miller x Pat Healy

CARD PRELIMINAR

Rustam Khabilov x Yancy Medeiros

Gian Villante x Ovince St. Preux

Sara McMann x Sheila Gaff

Bryan Caraway x Johnny Bedford

Leonard Garcia x Cody McKenzie

Nick Catone x James Head

Steven Siler x Kurt Holobaugh

Fonte: Sportv