Valdivia revela apoio da equipe a Felipão e bom clima no Palmeiras

O ídolo do Verdão comenta sua personalidade forte e fala sobre a vontade de vestir camisa de seu país mais uma vez

O ídolo Palmeirense Valdivia falou sobre o relacionamento do grupo com o treinador Felipão, da seleção chilena, títulos e a fama que tem de ser polêmico.

- Quando você fala diferente dos outros, as pessoas dizem que você é polêmico, mas acho que é minha personalidade mesmo e eu não vou mudar.

Ambiente no Palmeiras

Apesar das recentes declarações de Luiz Felipe Scolari, o "Mago" revelou que o clima entre o comandante e o elenco alviverde é ameno.

- O clima sempre foi bom desde o começo do ano. Há um tempo nosso ambiente é bom e as declarações do Felipão não repercutem dentro do grupo. Ele passa muita confiança para mim - garantiu.

Sobre o fato de o técnico ter reclamado, dizendo que precisava de reforços, Valdivia explicou por que o desabafo não incomodou os atuais jogadores do Verdão.

- A gente está junto com o Felipão, se ele falou que precisa dos jogadores, é porque precisa. Saíram vários e a gente está precisando de mais. Então está tranquilo.

Quando voltou ao Palmeiras, em 2010, o meia se desentendeu com o treinador ao ser substituído contra a sua vontade. O "Mago" explicou que não gostaria de sair naquele momento da partida por estar jogando mal, mas disse que a confusão foi algo pontual e não faz parte do relacionamento diário dos dois.

- Ninguém quer sair, mas quando você não está conseguindo jogar do jeito que você quer, o treinador acha que você tem que sair. Para o jogador, quando você não está jogando bem e é substituído, é muito ruim, mas isso já é passado.

Já sobre o convívio com o presidente do Palmeiras, Arnaldo Tirone, - que no passado criticou o jogador por estar bebendo demais e recebeu uma resposta sarcástica - o chileno admitiu que os dois quase não se falam, pois se encontram pouco.

- O meu relacionamento com o presidente é normal. A gente não se relaciona muito, até porque ele não passa muito aqui.

Títulos

Desde que voltou para o Verdão, Valdivia não conquistou os títulos que prometeu ao ser apresentado. Realista, o ídolo deixou claro que, apesar da promessa, falta muito para o Palmeiras voltar a ser campeão.

- Está faltando muita coisa (para ser campeão). Para você ser campeão não adianta só querer, mas tem que trabalhar para isso, tem que ter do seu lado os outros querendo também.

No entanto, o meia admitiu estar satisfeito no clube e garantiu que a sua permanência não está atrelada a títulos e dinheiro.

- Quando um jogador está no clube e não ganha nada, pensa que é melhor sair. Mas comigo não acontece isso, eu sou feliz aqui, estou bem, não é questão de dinheiro, já tive muitas propostas para sair.

Seleção chilena

Distante da seleção do Chile, o jogador revelou que tem vontade de voltar a vestir a camisa de seu país.

- É claro que eu gostaria de voltar, mas tem que acontecer muita coisa pra eu voltar - lamentou.

Valdívia foi afastado pelo treinador Cláudio Borghi por ter chegado 45 minutos atrasado na concentração. O meia evitou fazer muitos comentários a respeito da situação para evitar repercussões.

- Isso dói porque... Eu não quero falar muito de lá porque eu sei que, se eu falo, repercute lá. Eu estou muito mordido.

Fonte: Sportv