Vasco bate Ceará por 3 a 1 e segue perto da liderança do Brasileiro

Vasco bate Ceará por 3 a 1 e segue perto da liderança do Brasileiro

Antes do jogo, os dois times e a torcida se uniram em uma oração por Ricardo Gomes.

Na primeira partida sem o treinador Ricardo Gomes, que sofreu um AVC durante clássico contra o Flamengo e segue internado, o Vasco venceu o Ceará por 3 a 1, em São Januário, na abertura do segundo turno do Brasileiro. Com algumas dificuldades no primeiro tempo, os cariocas, comandados por Cristóvão Borges, conseguiram construir a boa vitória na etapa final graças a dois gols de Élton e um de Éder Luís. O atacante Washington descontou para os visitantes, aproveitando falha de Fernando Prass.

Com o resultado, o time carioca alcança provisoriamente a vice-liderança, com 38 pontos, a dois do líder Corinthians. No complemento da rodada, Flamengo e São Paulo ainda podem ultrapassar os cariocas. Já o Ceará é o 13º colocado no momento, com 25 pontos.

Antes do jogo, os dois times e a torcida se uniram em uma oração por Ricardo Gomes. O estado de saúde do treinador, que segue no CTI (Centro de Terapia Intensiva) do Hospital Pasteur, no bairro do Meier, no Rio de Janeiro, melhorou nesta quarta-feira. Ele teve a sedação retirada e já consegue realizar alguns movimentos.

O Vasco vinha de uma série de três jogos sem vitórias: empates nos clássicos contra Fluminense e Flamengo, pelo Brasileiro, e derrota para o Palmeiras, pela Copa Sul-Americana. Já o Ceará procurava embalar depois da boa vitória por 3 a 0 contra o Bahia, em Fortaleza.

Os nordestinos não puderam escalar o meia Enrico, cujo contrato pertence ao Vasco da Gama, e se limitaram a marcar no primeiro tempo, que foi de fraco nível técnico. Na segunda etapa, porém, o Vasco voltou melhor e construiu o placar.

Na próxima rodada, o Vasco joga fora de casa contra o América-MG, enquanto o Ceará recebe o Internacional.

o jogo

Antes do apito inicial, as duas equipes, além dos torcedores presentes, rezaram juntos pela melhora da saúde de Ricardo Gomes. Ainda era um mistério saber como os vascaínos reagiriam na primeira partida após o grave AVC sofrido pelo treinador que deu ao clube o primeiro título nacional de primeiro divisão depois de mais de dez anos de jejum, a Copa do Brasil de 2011.

Uma bola na trave de Éder Luís logo aos 3min parecia anunciar um grande jogo em São Januário, mas a impressão não se confirmou no início do primeiro tempo. Ambos os times erravam muito passes e tinham dificuldades para criar jogadas.

A fraca atuação das duas equipes era salva por jogadas individuais. Aos 28min, em lindo lance, Éder Luís entrou na área pela direita, passou por três e chutou para defesa de Diego. Na sobra, Alecsandro demorou para finalizar para o gol livre e foi travado por Erivélton.

Aos poucos, o Vasco se acertou na partida e subiu de rendimento.

O Ceará procurava se fechar e dar poucos espaços, forçando passes curtos no meio-de-campo.

Em mais uma chegada carioca à área adversária, aos 30min, Juninho ajeitou pela ponta direita e cruzou. Alecsandro se esticou, mas não conseguiu alcançar.

Na última boa jogada no primeiro tempo, aos 44min, Juninho cruzou em cobrança de escanteio, Dedé saltou e cabeceou por cima.

Após o intervalo, Cristóvão Borges promoveu duas mudanças no time vascaíno: saíram Juninho e Alecsandro para as entradas de Felipe Bastos e Élton. E o jovem camisa 39 mostrou estrela.

Aos 6min, Éder Luís entrou na área pela direita, passou por dois e rolou para Élton, na primeira trave, desviar para o fundo da rede, abrindo o placar no Rio.

Em noite inspirada, Éder Luís voltou a aparecer com destaque aos 13min, conduzindo a bola desde o meio-de-campo e passando por três adversários com habilidade e rapidez, até ser desarmado na entrada da área.

Ele definitivamente merecia um gol na partida e o presente veio aos 16min: Diego Souza acelerou em contragolpe e lançou Márcio Careca pela esquerda. O lateral cruzou para Éder Luís, sozinho, ampliar.

O Vasco estava tranquilo no jogo, mas um vacilo do goleiro Fernando Prass gerou o primeiro gol cearense, aos 19min. O arqueiro vascaíno tentou driblar Osvalco dentro da área e perdeu a bola. Washington aproveitou a sobra para diminuir o placar.

Antes, porém, que os visitantes tivessem chance de crescer no jogo, o time carioca fez mais um. Aos 20min, Allan entrou na área pela direita, rolou e Fellipe Bastos bateu cruzado: Elton desviou e anotou mais um.

Sem pressa, os cariocas apenas tocaram a bola até o final e asseguraram a vitória.

Fonte: Terra