Vasco: Zagueiro Dedé discute com Juninho e assume sua culpa

Vasco: Zagueiro Dedé discute com Juninho e assume sua culpa

Zagueiro admite que se exaltou ao cobrar marcação em coletivo, diz ter se entendido com o companheiro

A cena em meio ao coletivo do último domingo chamou a atenção durante a pré-temporada em Atibaia (SP). Dois dos principais jogadores do Vasco, Dedé e Juninho Pernambucano protagonizaram uma discussão em campo, que precisou ser contida pelo técnico Cristóvão Borges. Um dia depois, o zagueiro falou sobre o episódio e mostrou-se arrependido pela forma como repreendeu o time em relação a uma falha de marcação.

- Fiquei chateado comigo, pois fui muito agressivo ao falar daquela forma. Eu poderia ter sido mais claro, mais simples, sem gritar tanto. Acho que a equipe se acertaria da mesma forma. Também me senti mal por ser o Juninho, apesar de não ter direcionado a ninguém. Ele é um cara bom e que sempre ajuda o grupo. Mas procuro guardar e tirar como lição tudo o que acontece em campo - disse.

Apesar de se dizer chateado com a situação, Dedé deixou claro que não se tratou de algo pessoal e que a intenção foi simplesmente ajudar o posicionamento da equipe. Segundo ele, Juninho levou a questão com tranquilidade por julgar que se tratou de algo natural.

- Não foi nem uma discussão. São detalhes que tentamos consertar em campo. Estamos ainda em pré-temporada, voltando o entrosamento e com o time ainda sem ritmo, sem aquele gás. Às vezes ficamos nervosos com uma situação e nos alteramos. Ali mesmo no campo nós nos entendemos sobre o que estava errado. Foi bom isso acontecer, porque caso contrário os erros aumentam. Mas depois do treino eu fui conversar com o Juninho, e ele me disse: ?Dedé, eu tenho 36 anos. Isso acontece?. Tudo serviu para acrescentar coisas boas ao grupo - afirmou o zagueiro.

Dedé também disse que o episódio não o deixará marcado como um jogador de difícil comportamento emocional.

- É impossível alguém pensar isso de mim ou de qualquer outro do grupo, pois somos muito unidos. Nunca fui de polemizar, seja dentro ou fora de campo. Não há como acharem isso de mim, pois foi uma discussão sadia.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com