Vasco põe 81 mil no Maracanã, bate Juventude e volta a serie A

A primeira divisão já é novamente uma realidade para o Vasco

Com 70 pontos em 34 rodadas, o Vasco está 100% garantido na próxima Série A. Por enquanto, Guarani, Ceará e Atlético-GO vão completando o G-4. Já o Juventude, derrotado no Maracanã, segue em 15º lugar, com possibilidades matemáticas de rebaixamento. A vitória que confirmou o acesso do Vasco não foi conquistada com facilidade. O primeiro gol, convertido por Adriano, teve toque de Elton com o braço. Irineu, ex-zagueiro do Flamengo, chegou a empatar para o Juventude no segundo tempo, mas um pênalti cobrado por Carlos Alberto em expulsão do goleiro Juninho tranquilizou os ânimos exaltados. No total, foram 81.904 torcedores no Maracanã, sendo 78.609 pagantes. A renda total, segundo o anunciado, foi de R$ 1.157.287,00. Foi o maior público da Série B 2009. Apesar de controlar o primeiro tempo, o Vasco, nervoso e bem marcado, tinha dificuldades de chegar ao gol de Juninho. Só aos 22min, em giro seguido de chute de Elton, o Juventude foi ameaçado. Depois de Zezinho ter boa chance para os gaúchos aos 25min, pintou o gol que abriu o placar. Aos 28min, Ramon levantou bola para a área e Elton, que disputou com o zagueiro, acabou ajeitando com o braço para Adriano, que botou nas redes. O Juventude reclamou bastante, mas o pernambucano Nielson Nogueira Dias validou o gol. Após o intervalo, com o Juventude tendo feito duas trocas, o Vasco manteve o ritmo lento, prejudicado pelo sol forte no Rio de Janeiro. As melhores chances vieram com Carlos Alberto, que finalizou contra o Juventude aos 11min e aos 12min. Aos 17min, silêncio no Maracanã: Gustavo cobrou falta e Irineu, ex-zagueiro do Flamengo, escorou para as redes de Fernando Prass. O resultado adiava o acesso do Vasco, que se mandou para o ataque e conseguiu responder rapidamente. Já aos 19min, Elton recebeu na área e driblou Juninho, que derrubou o atacante vascaíno e acabou expulso. Sem substituições para fazer, o Juventude colocou o atacante Mendes no gol. Elton pediu a bola, mas Dorival Júnior mandou Carlos Alberto para a cobrança. Com tranquilidade, o capitão bateu no canto esquerdo e correu para o abraço, em um jogo que seguiu lento até o fim. Só aos 35min, em chute do lateral Ramon que acertou a trave, o Vasco foi ameaçado. E terminou com os gritos de "o campeão voltou".

Fonte: AE