Vasco sofre, mas vence e vai à semifinal da Taça Rio

Vasco sofre, mas vence e vai à semifinal da Taça Rio

Time vascaíno venceu apertado o Duque de Caxias

Foi bem mais sofrido do que se espera de um jogo entre um time que busca a classificação e outro que tenta fugir do rebaixamento. O Vasco conseguiu chegar à semifinal da Taça Rio com uma boa dose de drama, na vitória por 4 a 3 sobre o Duque de Caxias, neste domingo, no Raulino de Oliveira. O adversário agora será o Flamengo, enquanto Botafogo e Fluminense fazem o outro confronto.

O Vasco, que chegou a fazer 3 a 1 já no segundo tempo, permitiu o empate e só conseguiu o gol salvador, com Dodô, aos 32 minutos. Os outros três foram marcados por Fagner, Elton e o próprio Dodô. Esta é a décima vez em 14 possíveis que o time chega à semifinal de um dos turnos, desde que esta fórmula de disputa foi adotada, em 2004. Ainda assim, entre os quatro grandes, é o Vasco que amarga o maior jejum de títulos estaduais - desde 2003.

Carlos Alberto, que foi desfalque por causa de dores musculares, voltou a fazer falta, principalmente porque o outro responsável pela armação de jogadas, Philippe Coutinho, teve atuação discreta. O Duque de Caxias agora terá pela frente um triangular da morte, disputando partidas de ida e volta com Friburguense e Resende, para decidir o segundo rebaixado no Campeonato Carioca. O lanterna na soma de pontos dos dois turnos foi o Tigres.

A partida em Volta Redonda tinha um forte contorno político, já que o Duque de Caxias é uma espécie de reduto de Eurico Miranda, ex-presidente do Vasco e derrotado por Roberto Dinamite nas últimas eleições do clube. Um de seus filhos, Álvaro Miranda, é o técnico da equipe, e outro, Eurico Miranda Filho, é o diretor de futebol. Dois antigos funcionários do Vasco na era Eurico também estão no Duque: o supervisor Nilson Gonçalves e o coordenador de futebol Nelsinho Rosa (campeão brasileiro de 1989 como técnico).

Fonte: Globo Esporte