Vasco: Substituto de Juninho vai herdar 60% do salário do jogador

Vasco: Substituto de Juninho vai herdar 60% do salário do jogador

Juninho retornou ao Vasco em 2013 sem salário acertado.

A confirmação da aposentadoria de Juninho Pernambucano foi recebida com surpresa no Vasco. A diretoria ainda cultivava a possibilidade de contar com o veterano no Campeonato Carioca, mas entendeu os motivos argumentados durante as conversas dos últimos dias. Agora, o Cruzmaltino segue o planejamento definido antes da decisão e tenta contratar um "substituto". Para isso, conta apenas com algo em torno de 60% do valor recebido pelo ídolo em São Januário.

Juninho retornou ao Vasco em 2013 sem salário acertado. Ele apenas topou receber o que o clube lhe devia para atuar antes da despedida como atleta profissional - algo em torno de R$ 250 mil. Desta vez, a administração Roberto Dinamite estipulou um teto salarial e definiu o limite de R$ 150 mil para gastar no vencimento mensal de um substituto.

No entanto, o montante torna a situação delicada nos padrões atuais do futebol. O diretor executivo Rodrigo Caetano está encarregado da missão de contratar um meia e um atacante para fechar o elenco. Mas o desafio de convencer agentes e atletas a aceitar os valores ganha novo capítulo a cada dia.

A expectativa é a de que o Cruzmaltino possa contar com o reforço para o setor o quanto antes, de preferência na primeira quinzena de fevereiro. O meia Ramírez, do Corinthians, é uma possibilidade e negocia desde a pré-temporada.

Outro nome próximo é o do volante Jumar. O jogador está no futebol chinês, defendeu o clube em 2011 e deve ser emprestado sem custos ao Vasco. A diretoria não fala sobre as negociações e trata com cautela os casos.

Já em relação ao adeus de Juninho, a tendência é de que a data para um jogo de despedida do ídolo seja anunciada em entrevista coletiva na próxima segunda-feira. O veterano, que completa 39 anos nesta quinta-feira, deve receber uma placa em homenagem aos serviços prestados. Desta forma, o Cruzmaltino trabalha e busca sobreviver sem um dos últimos e consagrados grandes ídolos da torcida vascaína.

Fonte: UOL