Vasco vence com garra o Ceará no Castelão

Vasco continua 100% no Brasileirão

Dorival Júnior elogia a luta e a vibração do time no Castelão

Treinador admite que o Vasco não fez uma grande partida, mas destaca a importância da vitória sobre o Ceará neste sábado

Dorival Júnior estava aliviado após a vitória por 2 a 0 sobre o Ceará, neste sábado, no estádio Castelão, pela segunda rodada da Série B. O treinador admitiu que o Vasco não fez uma grande partida, mas destacou muito a importância dos três pontos. E também elogiou a luta do time, que sentiu bastante o cansaço das viagens e dos jogos seguidos das últimas semanas.

Com a vitória, o Vasco está em quinto lugar na classificação. O time tem seis pontos, mas perde para Figueirense, Duque de Caxias, Atlético-GO e Guarani nos critérios de desempate.

- Foi um jogo em que não houve um período ideal para a recuperação. Enfrentamos um adversário muito difícil, em um jogo bem complicado. Então não posso tirar os méritos de uma equipe que conseguiu vencer. Eu sei que não fizemos uma grande partida. Mas fazer um jogo quarta-feira desgastante como foi (contra o Vitória pela Copa do Brasil), viajar na quinta-feira e voltar a campo no sábado, o desgaste é muito grande. E para enfrentar uma equipe que vinha se preparando durante a semana - disse o treinador.

Dorival Júnior não gostou do rendimento do time na maior parte do segundo tempo. O Vasco insistia em tentar encaixar um contra-ataque e não valorizava a posse de bola. Com isso, era sufocado pelo Ceará. Mas o treinador elogiou bastante a luta da equipe em campo.

saiba mais

Ramon: "O pessoal brincava comigo e dizia que eu não sabia fazer gols"

--------------------------------------------------------------------------------

- Estou feliz porque vi uma equipe guerreira, vibrante, brigando em todas as bolas. Foi um grande resultado e que vai ser importante no decorrer da competição. A equipe mereceu por todo o conjunto da obra. Mas sei que não foi uma grande apresentação.

Dorival admitiu que os jogadores sentiram bastante o cansaço. Nas duas últimas semanas, o Vasco disputou seis jogos com viagens longas como para Juazeiro do Norte, Recife e Fortaleza.

- Não existe máquina. O ser humano tem limites. E estamos em uma sequência muito difícil, que leva a um cansaço extremo.

Agora, o Vasco segue em Fortaleza até segunda-feira, quando viaja para Salvador. Na quarta-feira, o time encara o Vitória, no Barradão, pelas quartas de final da Copa do Brasil. Na primeira partida, vitória cruzmaltina por 4 a 0.

Fonte: AE