Vasco vence e barra ascensão do São Paulo

Vasco vence e barra ascensão do São Paulo

Visitante, o time carioca levou a melhor no confronto entre as duas equipes

No dia em que o São Paulo promoveu a estreia do paraguaio Ivan Piris na lateral direita, quem fez a festa no Estádio do Morumbi foi o Vasco da Gama. Visitante, o time carioca levou a melhor no confronto entre as duas equipes e venceu por 2 a 0, em jogo neste domingo válido pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Mas se o duelo seria de estreia no São Paulo, já seria motivo de festa antecipada no Vasco: Juninho Pernambucano, titular do time de Ricardo Gomes, comemorava 300 jogos na equipe cruzmaltina. Substituído no intervalo por Felipe, o experiente meia viu do banco o gol da sétima vitória do time, que chega a 24 pontos e ocupa o quinto lugar. De quebra, seu reserva ainda marcou o segundo gol.

O São Paulo, por sua vez, sofre uma derrota cara na competição: com 25 pontos, a equipe termina a rodada atrás do Flamengo, que venceu na véspera e foi a 27, e do Corinthians, que perdeu neste domingo e seguiu com 28 pontos, com um jogo a mais. Foi a quarta derrota tricolor no Brasileiro, a primeira sob comando de Adilson Batista.

O São Paulo começou a partida tocando melhor a bola e criando uma bonita chance aos 6min do primeiro tempo: após cruzamento de Lucas pela esquerda, Dagoberto arrumou a bola de cabeça para Rivaldo, que bateu de voleio sem força para a defesa de Fernando Prass. O goleiro vascaíno ainda apareceu bem em duas outras chances são-paulinas, defendendo os chutes de Carlinhos Paraíba, aos 10min, e Ivan Piris, aos 13min.

A partir daí, porém, o ritmo tricolor caiu, e uma nova chance só veio aos 24min: Dagoberto foi acionado na entrada da área, limpou o lance para a esquerda e bateu, mandando por cima do gol de Fernando Prass. O Vasco, que até então não conseguia sair da defesa, se arriscou em cruzamento pela direita aos 34min, que o zagueiro Dedé cabeceou também para fora.

Após o intervalo, porém, o Vasco conseguiu abrir o placar rapidamente: aos 7min, Diego Souza lançou pela direita para Éder Luís, que disparou, invadiu a área em velocidade e acertou um forte chute - a bola acertou as duas traves do gol de Rogério Ceni e entrou. A tentativa de resposta veio aos 16min, em mais um chute de Dagoberto que Fernando Prass defendeu sem sustos.

Com o gol sofrido, porém, os donos da casa passaram a ter mais dificuldades na criação de jogadas, que passaram a se concentrar em Rivaldo. O São Paulo ainda investiu em Marlos, que entrou na vaga de Piris, mas sem melhorar a criação de jogadas. Pior: a equipe errava passes e não batia a gol.

No fim, já nos acréscimos, o Vasco decidiu a partida: após jogada pela esquerda e cruzamento rasteiro para a área, o veterano Felipe só teve o trabalho de bater para o gol e selar o placar. Vitorioso, o Vasco volta agora a entrar em campo na quarta-feira, quando visita o Santos na Vila Belmiro pela 14ª rodada às 21h50 (horário de Brasília). O São Paulo joga no dia seguinte, quando recebe o Bahia no Estádio do Morumbi às 21h.

São Paulo 0 x 2 Vasco da Gama

Gols

Vasco da Gama: Éder Luís, aos 7min, e Felipe, aos 47min do segundo tempo

São Paulo: Rogério Ceni; Piris (Marlos), Xandão (Henrique Miranda), Rhodolfo e Luiz Eduardo; Jean, Carlinhos Paraíba, Wellington e Rivaldo (Fernandinho); Lucas e Dagoberto. Técnico: Adilson Batista

Vasco da Gama: Fernando Prass; Fagner, Dedé, Anderson Martins e Julinho (Eduardo Costa); Rômulo, Jumar, Juninho Pernambucano (Felipe) e Diego Souza; Éder Luís (Leandro) e Alecsandro. Técnico: Ricardo Gomes

Cartões amarelos

Vasco da Gama: Julinho e Jumar

Árbitro

Paulo Godoy Bezerra (SC)

Local

Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)

Fonte: Terra, www.terra.com.br