Veja: Chapa de Dinamite vence a eleição do Vasco com vantagem

Veja: Chapa de Dinamite vence a eleição do Vasco com vantagem

Diante do resultado das urnas, a chapa de Roberto Dinamite colocará 120 representantes no Conselho Deliberativo

O favoritismo de Roberto Dinamite foi confirmado nesta terça-feira, nas eleições do Vasco. A chapa \"O Sentimento Tem que Continuar\", do atual mandatário, venceu o pleito com larga vantagem: Dinamite contabilizou 2.390 dos 2.716 votos, contra 247 do segundo colocado, Leonardo Gonçalves, da chapa \"Cruzada Vascaína\". Jayme Lisboa, da \"O Vasco pode Mais\", ficou em terceiro, com 61 votos (houve 18 nulos). Lisboa, no entanto, também se inscreveu como um dos conselheiros do grupo de Dinamite.

Diante do resultado das urnas, a chapa de Roberto Dinamite colocará 120 representantes no Conselho Deliberativo. O grupo que ficou em segundo indica 30 representantes. Estes 150 irão se juntar aos 150 conselheiros natos (antigos beneméritos). A confirmação de Dinamite como presidente para o próximo triênio deve acontecer na próxima terça-feira, após a eleição que será realizada entre os conselheiros. Nunca antes um candidato que venceu nas urnas não terminou eleito pelo Conselho. A posse será provavelmente em 19 agosto, dois dias antes do aniversário do clube.

Após a consagradora vitória, Roberto fez questão de ressaltar a transparência do pleito, segundo ele, merecedor de registro.

- Essa foi a eleição mais limpa dos últimos anos. Cada chapa escolheu seu candidato. É isso que nós queremos, um Vasco mais igual, mais humano. O presidente é importante? Sem dúvida é importante. Mas a instituição está acima de todos nós. Ganhou o Vasco, o clube é o maior vencedor - salientou.

Com mais um mandato garantido, Roberto Dinamite deixou claro ser o futebol o motivo de maior concentração nos esforços.



Agora é uma responsabilidade maior, todas as conquistas que os torcedores desejam eu também desejo. Teremos um time competitivo, forte, vamos em busca do nosso CT - ressaltou o presidente cruz-maltino, tendo ao fundo as provocações de seus apoiadores ao ex-mandatário Eurico Miranda: \"Eurico fujão\", gritavam os adeptos da chapa vencedora.

Os principais trunfos de Roberto Dinamite no triunfo foram os resultados dentro de campo, como a conquista da Copa do Brasil e o bom início no Brasileiro, e as reformas feitas por todo complexo de São Januário.



No geral, o clima das eleições foi tranquilo. O maior problema foi a divergência entre os candidatos Leonardo Gonçalves e Jayme Lisboa. Gonçalves ficou insatisfeito com o fato de o adversário ter utilizado cédulas brancas - da mesma cor das de Dinamite - no pleito. Ele acredita que alguns sócios que queriam votar em Roberto Dinamite podem ter se distraído e optado por engano por Lisboa.

Duas das principais chapas de oposição, lideradas por Pedro Valente e José Henrique Coelho, não participaram da eleição. Coelho retirou seu grupo na noite de segunda-feira com o argumento de que não legitimar o que ele considerou errado no processo eleitoral.

Valente, que tem como aliado o ex-presidente Eurico Miranda, não retirou a chapa porque tem como objetivo anular o resultado do pleito. Uma das principais reclamações da oposição foi a lista de sócios.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com