Vettel vence GP da Austrália; Felipe Massa pula a 7º após punições

Vettel vence GP da Austrália; Felipe Massa pula a 7º após punições

O alemão da Red Bull, que saiu da pole position, abriu vantagem para os rivais já na largada

Com uma prova bastante tranquila, o alemão Sebastian Vettel venceu neste domingo o Grande Prêmio da Austrália, primeira etapa da temporada 2011 da Fórmula 1. O alemão da Red Bull, que saiu da pole position, abriu vantagem para os rivais já na largada, e só teve sua primeira colocação posta em dúvida no Albert Park quando parou nos boxes.

Com isso, o campeonato de 2011 começa como terminou o de 2010: com Vettel na frente. O atual campeão do mundo soma seus primeiros 25 pontos e fica à frente de Lewis Hamilton, segundo na corrida e no campeonato com 18. Vitaly Petrov, em terceiro, soma 15 pontos, à frente de Fernando Alonso (12) e Mark Webber (10).

Para os brasileiros, a corrida teve um balanço positivo, ao contrário do que aconteceu no treino classificatório de sábado. Felipe Massa, que saiu do oitavo lugar, teve uma prova competitiva, mas com dificuldades, e completou em nono. Já Rubens Barrichello, que largou em 17º e chegou a estar em último na primeira volta, buscou sua recuperação e chegou a andar na zona de pontuação. Com problemas, porém, abandonou a seis voltas do fim.



De quebra, a corrida ainda teve bons desempenhos de Sérgio Pérez e Vitaly Petrov. O mexicano da Sauber, em sua estreia, contou com um carro confiável, com uma boa estratégia (parou apenas uma vez) e se manteve quase sempre na zona de pontuação, demonstrando uma postura arrojada que lhe valeu os seis pontos do sétimo lugar.

Já Petrov, regular desde a largada, manteve-se quase sempre entre os líderes, conquistando seu primeiro pódio desde a estreia em 2010. Até então, o melhor resultado do russo havia sido o quinto lugar no GP da Bélgica do ano passado.

Na largada da prova deste domingo, Vettel segurou a primeira colocação com tranquilidade. Em terceiro, Webber atacou Hamilton, mas não conquistou o segundo lugar. Button, que vinha em quarto, caiu para o sexto lugar - melhor para Petrov, que aproveitou a breve escapada de Alonso e subiu do sexto para o quarto posto.

Alonso, que largava em quinto, caiu para o nono lugar, enquanto Massa, que saíra em oitavo, subia para o quinto posto. O espanhol não demorou muito e passou a atacar, tomando rapidamente o oitavo posto de Kamui Kobayashi. E Button, em busca de recuperação, passou a atacar Massa, que se defendia com regularidade.

Para Rubens Barrichello, a largada foi amarga. O brasileiro, que saía do 17º lugar, escapara logo no início e caiu para último com sua Williams. Enquanto isso, Michael Schumacher e Jaime Alguersuari passavam prematuramente pelos boxes, respectivamente com um pneu traseiro furado e uma quebra no bico.

Sem conseguir superar a Ferrari de Felipe Massa, Button permitiu a aproximação de Fernando Alonso, em plena recuperação. E de tanto pressionar, Button conseguiu a ultrapassagem sobre o brasileiro na volta 12, cortando caminho de forma duvidosa. Pouco tempo depois, Button acabou pelos comissários da corrida punido com um drive-through.

Na volta 14, começaram as trocas, com Mark Webber inaugurando as substituições de pneus. Mais tarde, Felipe Massa e Rubens Barrichello também passaram pelos boxes. Na volta 15, foi a vez de Sebastian Vettel, deixando Hamilton em primeiro e Petrov em segundo. Terminadas as trocas, porém, o alemão da Red Bull voltou ao primeiro lugar, à frente do rival da McLaren.

No meio do pelotão, Rubens Barrichello vinha em ascensão, ganhando posições após o problema na largada. Porém, depois de ultrapassar Sérgio Pérez e assumir o nono lugar, o brasileiro forçou para tomar o oitavo lugar de Nico Rosberg e atingiu a Mercedes do alemão - ambos rodaram. Rubinho perdeu posições, e Rosberg abandonou pouco depois.

O brasileiro acabou punido com um drive through e permaneceu fora da zona de pontuação. E lá na frente, os líderes aproveitaram para uma nova troca de pneus. Desta forma, Vettel, Hamilton e Petrov pararam em busca de novos compostos. O alemão, com ampla vantagem, se assegurou em primeiro, com Hamilton em segundo.

O russo caiu para quinto, mas conseguiu se recuperar em virtude dos erros dos rivais - principalmente de Mark Webber, que sofria com pneus. Assim, Petrov voltou ao terceiro lugar, seguido de Alonso, Webber, Button, Perez, Kobayashi e Buemi. Massa vinha em décimo, enquanto Rubens Barrichello era o 15º.

Rubinho acabou abandonando na volta 52, em seu quinto pit stop. Com dificuldades, ele alegou problemas de câmbio. Enquanto isso, Massa apertou Buemi e conquistou o nono lugar na 54ª volta. Vettel, tranquilo, cruzou em primeiro, enquanto seu companheiro Webber estacionava na saída dos boxes após completar em um discreto quinto lugar.

Confira o resultado final do GP da Austrália:

1.Sebastian Vettel (ALE/Red Bull Renault)

2. Lewis Hamilton (GBR/McLaren Mercedes): +22s2

3. Vitaly Petrov (RUS/Lotus Renault GP): +30s5

4. Fernando Alonso (ESP/Ferrari): +31s7

5. Mark Webber (AUS/Red Bull Renault): +38s1

6. Jenson Button (GBR/McLaren Mercedes): +54S3

7. Sergio Perez (MEX/Sauber Ferrari): +1min05s8

8. Kamui Kobayashi (JAP/Sauber Ferrari): +1min16s8

9. Felipe Massa (BRA/Ferrari): +1min25s1

10. Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso Ferrari): +1 volta

11. Adrian Sutil (ALE/Force India Mercedes): +1 volta

12. Paul di Resta (GBR/Force India Mercedes): +1 volta

13. Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso Ferrari): +1 volta

14. Nick Heidfeld (ALE/Lotus Renault GP): +1 volta

15. Jarno Trulli (ITA/Team Lotus Renault): +2 voltas

16. Jérôme d"Ambrosio (BEL/Virgin Cosworth): + 4 voltas

Abandonaram

Timo Glock (ALE/Virgin Cosworth)

Rubens Barrichello (BRA/Williams Cosworth)

Nico Rosberg (ALE/Mercedes GP)

Heikki Kovalainen (FIN/Team Lotus Renault)

Michael Schumacher (ALE/Mercedes GP)

Pastor Maldonado (VEN/Williams Cosworth)

Fonte: Terra, www.terra.com.br