Vettel admite erro, mas não se desculpa por ultrapassar na Malásia

O alemão admite que errou em não seguir orientação da equipe.

Quase três semanas depois da polêmica ultrapassagem que lhe rendeu a vitória no GP da Malásia, Sebastian Vettel voltou a se pronunciar sobre o incidente. Em comunicado oficial da Infiniti, montadora que patrocina a Red Bull, o alemão admite que errou em não seguir orientação da equipe e passar à frente de Mark Webber, mas que considerada errado desculpar-se por ter cruzado a linha de chegada na primeira colocação.

?Eu disse logo depois, eu me desculpei por ter me colocado acima da equipe, o que eu não queria fazer, mas não existe muito mais o que posso dizer. Eu não vou me desculpar por vencer. Acho que antes de tudo este é o motivo para as pessoas me empregarem e por eu estar aqui. Amo correr e isso é o que eu faço?, diz.

Na semana seguinte à polêmica, o chefe da Red Bull, Christian Horner, garantiu que Vettel desculpou-se pessoalmente com os integrantes da equipe em sua sede, na Inglaterra. Nesta quarta-feira, o consultor Helmut Marko revelou que o time taurino não voltará a interferir na disputa entre Vettel e Webber dentro das pistas.

?Não daremos ordens de equipe nunca mais. Durante quatro anos, Vettel e Webber correram juntos em nossa equipe. Sebastian foi vice-campeão uma vez e campeão outras três. As estatísticas falam por si só. Não há motivos para pensar que o equilíbrio de forças irá mudar?, diz, em entrevista ao jornal alemão Sport Bild.

Fonte: Gazeta Esportiva