F1: Após garantir o bicampeonato mundial, Sebastian Vettel vence a 11ª no GP da Índia

F1: Após garantir o bicampeonato mundial, Sebastian Vettel vence a 11ª no GP da Índia

Mesmo após garantir o bicampeonato do Mundial de Fórmula 1, Sebastian Vettel parece continuar com o desejo de obter novas vitórias na categoria

Mesmo após garantir o bicampeonato do Mundial de Fórmula 1, Sebastian Vettel parece continuar com o desejo de obter novas vitórias na categoria. Neste domingo, no primeiro Grande Prêmio realizado na Índia, o piloto da Red Bull conseguiu sua 11ª vitória nesta temporada, aumentando ainda mais seu domínio em relação aos outros pilotos. Com este resultado, Vettel ficou próximo de igualar o recorde Michael Schumacher, que venceu 13 corridas na temporada de 2004

Largando na pole position, o jovem alemão, 24 anos, se manteve na ponta desde o início da corrida. Apesar de não conseguir abrir uma longa distância para Jenson Button, da McLaren, Vettel esteve na primeira colocação durante toda a etapa e assegurou mais um triunfo na categoria. Para completar o pódio, o espanhol Fernando Alonso garantiu a terceira posição.

Já no último quarto da prova, a distância de Vettel para Button era maior que quatro segundos. O inglês, por sua vez, corria sozinho e não via Fernando Alonso no retrovisor, visto que o espanhol, que roubou a posição de Webber, estava a 15 segundos de seu carro na terceira posição.

Entrando nas últimas dez voltas, Button diminuiu a vantagem para um pouco mais de dois segundos. Ao mesmo tempo, as Mercedes faziam boa prova e já se mantinham na quinta e sexta posição, com Schumacher e Nico Rosberg, respectivamente. A ordem no rádio da equipe de Ross Brawn era para que corressem e brigassem livremente entre si por colocações.

Entre os brasileiros, o destaque foi Bruno Senna, da Lotus Renault, que terminou a etapa na 12ª posição. Rubens Barrichello, que fez uma corrida de recuperação após se envolver em acidente na largada, acabou na 15ª colocação.

O piloto da Ferrari, Felipe Massa, vinha tendo um bom desempenho no GP da Índia, até que na volta 24, Lewis Hamilton, da McLaren, tentou ultrapassá-lo em manobra ousada e acabou se chocando com o brasileiro. No entanto, desta vez, os comissários apontaram Massa como o culpado pelo acidente, obrigando o ferrarista a pagar um drive trough.

Depois de passar pelos boxes na volta 31, Felipe Massa retornou apenas na sétima colocação e, três voltas depois, abandonou a corrida após sua Ferrari ter um problema na suspensão esquerda dianteira. Assim como no treino classificatório, a quebra ocorreu após o brasileiro passar por uma zebra.

A Fórmula 1 retorna apenas no próximo dia 13, quando será disputado o Grande Prêmio dos Emirados Árabes.

Fonte: Terra, www.terra.com.br