Sebastian Vettel estraga festa de Alonso no fim e é pole pela nona vez

Sebastian Vettel estraga festa de Alonso no fim e é pole pela nona vez

Alemão desbanca espanhol com cronômetro zerado em Yeongam.

Cronômetro zerado. Fernando Alonso liderava a superpole desde sua primeira volta com boa vantagem sobre os rivais. Parecia que a festa seria da Ferrari, mas os dois carros da RBR, equipe que dominou a maioria dos treinos classificatórios na temporada 2010, conseguiram abrir suas voltas a dois segundos do fim do tempo. E não deu outra: com uma volta excepcional, Sebastian Vettel marcou 1m35s585, baixou quase dois décimos do espanhol da Ferrari, e cravou sua nona pole position do ano, de quebra a primeira do circuito de Yeongam, que recebe o primeiro GP da Coreia do Sul.

E Alonso sequer conseguiu a segunda posição. Webber roubou o lugar na primeira fila com uma volta menos de um décimo pior que a do companheiro de RBR, que ampliou seu domínio em treinos classificatórios, com 14 poles em 17 GPs. O espanhol da Ferrari foi relegado ao terceiro posto, o que pode acabar sendo bom para ele. Em uma pista muito empoeirada, ele vai sair pelo lado emborrachado, enquanto o líder do Mundial de Pilotos estará na sujeira. O inglês Lewis Hamilton, da McLaren, conseguiu a quarta posição. A largada será às 4h (de Brasília) deste domingo, com transmissão ao vivo da Rede Globo. O GLOBOESPORTE.COM acompanha as 55 voltas em Yeongam em Tempo Real com vídeos.

Felipe Massa, companheiro de Alonso na Ferrari, foi o melhor brasileiro no treino, com a sexta posição. Entretanto, ele acabou superado pelo alemão Nico Rosberg, da Mercedes, e não está em um lugar favorável para trabalhar pela corrida do espanhol neste domingo. Também na superpole, Rubens Barrichello, da Williams, não conseguiu avançar além do décimo posto. Ele ficou a apenas 48 milésimos de Michael Schumacher, o nono, e dividirá a quinta fila com o heptacampeão.

Lucas di Grassi ficou mais uma vez na primeira parte do treino (Q1), com a 22ª posição. Ele, que não correu em Suzuka após bater na volta de alinhamento, foi superado pelo alemão Timo Glock, seu companheiro na VRT, que ficou em 19º. Bruno Senna, da Hispania, decepcionou e largará na 24ª e última posição do grid, após ser amplamente superado pelo japonês Sakon Yamamoto, também da equipe espanhola, que ficou em 23º, oito décimos mais rápido.

Bruno Senna fica em último no Q1

O primeiro treino classificatório da história do circuito de Yeongam começou com tempo nublado, mas baixa probabilidade de chuva. Com muita poeira no asfalto, resultado das obras no autódromo, que atrasaram muito por causa das recentes chuvas na região, os pilotos lutavam no Q1 para escapar da excessiva granulação dos pneus ocasionada pela sujeira na pista.

O Q1 teve a habitual disputa pelas primeiras posições entre RBR, McLaren e Ferrari, com um impressionante equilíbrio ocasionado pela natureza do circuito, com longas retas no início e um trecho sinuoso no fim. Hamilton foi o melhor da primeira parte, seguido de perto por Vettel - apenas dez milésimos atrás. Alonso e Webber vieram logo em seguida, com Massa em quinto.

No fim do pelotão, os habituais eliminados. Além dos carros da Lotus, Hispania e VRT, desta vez Vitantonio Liuzzi também ficou fora da segunda parte. Os brasileiros não foram bem: Lucas di Grassi fez apenas o 22º tempo e Bruno Senna, o 24º e último, atrás do japonês Sakon Yamamoto.

Hulkenberg erra, e Rubinho vai ao Q3

No Q2, a principal eliminação foi a do alemão Nico Hulkenberg, da Williams. Ele vinha em uma volta boa no fim da sessão, mas cometeu um erro nas últimas curvas do circuito, levantou poeira e perdeu tempo. Quem se salvou e assegurou uma vaga na superpole com isso foi o brasileiro Rubens Barrichello, que detinha o décimo tempo desde o início da segunda parte. Ele, depois, reclamaria por rádio de ter sido bloqueado na parte final de sua volta em Yeongam.

O russo Vitaly Petrov precisava desesperadamente de uma vaga na superpole para minimizar as cinco posições de uma punição na largada no GP do Japão. Na ocasião, o piloto da Renault acertou Hulkenberg e causou a entrada do safety car. Mas ele só marcou o 15º tempo e foi relegado à 20º posição do grid do primeiro GP da Coreia do Sul. Na frente, poucas novidades e mais uma mostra do equilíbrio entre RBR, Ferrari e McLaren. Webber foi o melhor, seguido por Vettel, Massa e Hamilton.

Confira o grid de largada do GP da Coreia do Sul, em Yeongam:

1 - Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) - 1m35s585

2 - Mark Webber (AUS/RBR-Renault) - 1m35s659

3 - Fernando Alonso (ESP/Ferrari) - 1m35s756

4 - Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) - 1m36s062

5 - Nico Rosberg (ALE/Mercedes) - 1m36s535

6 - Felipe Massa (BRA/Ferrari) - 1m36s571

7 - Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) - 1m36s731

8 - Robert Kubica (POL/Renault) - 1m36s824

9 - Michael Schumacher (ALE/Mercedes) - 1m36s950

10 - Rubens Barrichello (BRA/Williams-Cosworth) - 1m36s998

Eliminados na segunda parte do treino classificatório:

11 - Nico Hulkenberg (ALE/Williams-Cosworth) - 1m37s620

12 - Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) - 1m37s643

13 - Nick Heidfeld (ALE/Sauber-Ferrari) - 1m37s715

14 - Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes) - 1m37s783

15 - Jaime Alguersuari (ESP/STR-Ferrari) - 1m37s853

16 - Sebastien Buemi (SUI/STR-Ferrari) - 1m38s594

Eliminados na primeira parte do treino classificatório:

17 - Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India-Mercedes) - 1m38s955

18 - Jarno Trulli (ITA/Lotus-Cosworth) - 1m40s521

19 - Timo Glock (ALE/VRT-Cosworth) - 1m40s748

20 - Vitaly Petrov (RUS/Renault) - 1m37s799 (punido em cinco posições)

21 - Heikki Kovalainen (FIN/Lotus-Cosworth) - 1m41s768

22 - Lucas di Grassi (BRA/VRT-Cosworth) - 1m42s325

23 - Sakon Yamamoto (JAP/Hispania-Cosworth) - 1m42s444

24 - Bruno Senna (BRA/Hispania-Cosworth) - 1m43s283

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com