Vice-presidente da Fifa, príncipe árabe tem escolta de pelo menos 30 policiais

Desde segunda na Bahia, ele arrasta um comboio de cerca de 30 policiais federais nos seus deslocamentos pela Costa do Sauipe.

Desconhecido do torcedor brasileiro, um príncipe árabe conta com o maior esquema de segurança do sorteio da Copa. Vice-presidente da Fifa, o jordaniano Ali Bin Al Hussein, 37, é o único cartola classificado como "médio risco" pelos responsáveis pela proteção do evento.

Desde segunda na Bahia, ele arrasta um comboio de cerca de 30 policiais federais nos seus deslocamentos pela Costa do Sauipe. Mais de dez motociclistas e cinco carros de luxo integram o aparato de segurança do príncipe.

Integrante do Comitê Executivo desde 2011, é filho do rei Hussein, morto em 1999. Seu pai foi um dos principais mediadores das negociações de paz no Oriente Médio.

Já o presidente da Fifa, Joseph Blatter, e o secretário-geral da entidade, Jérôme Valcke, contam com uma escolta menor. Apesar dos protestos populares contra os gastos da Copa, eles foram avaliados como de "risco baixo". Mesmo assim, os dois contam diariamente com dezenas de policiais federais.

A maioria dos membros da Fifa possui uma proteção mais relaxada. Nesta quarta-feira, o presidente da Uefa, Michel Platini, andava somente com assessores pelos corredores dos hotéis da Costa do Sauipe.

Fonte: UOL