Vice-presidente da CBF é alvo de operação da Polícia Federal

Ele foi levado para prestar depoimento e, na sequência, foi liberado.

O presidente da FPF (Federação Paulista de Futebol) e vice-presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Marco Polo Del Nero, foi detido na madrugada desta segunda-feira em sua residência em São Paulo pela Polícia Federal. Ele foi levado para prestar depoimento e, na sequência, foi liberado. A Polícia Federal apreendeu um computador e documentos na casa de Del Nero.



A FPF emitiu uma nota em seu site afirmando que o dirigente foi "surpreendido com a operação da Polícia Federal durante esta madrugada em sua residência, em busca de documentos não relacionados à sua atividade na entidade e de seu escritório de advocacia". Segundo a nota, "Marco Polo Del Nero prestou depoimento regulamentar na Polícia Federal sendo liberado em seguida. O teor do depoimento segue em sigilo de justiça".

"Fui surpreendido com a ação da Polícia Federal, mas não tem nada haver com o futebol e nem com a minha atuação como presidente da federação paulista de futebol. É uma coisa particular e eles estão investigando", disse o dirigente.

"Prestei depoimento por cerca de meia hora e meu computador foi apreendido. Estou preparando uma solicitação para recuperar o computador da minha casa", acrescentou Del Nero,

O dirigente está na presidência da FPF desde agosto de 2003. Neste ano, ele assumiu a vice-presidência da CBF após José Maria Marin assumir o cargo de presidente em virtude da renúncia de Ricardo Teixeira.

A assessoria de Marco Polo Del Nero confirmou que o dirigente viaja nesta segunda-feira para o Rio de Janeiro, onde participará da abertura da feira de futebol Soccerex.

Fonte: Folha