Brasil perde diante da Turquia no Grand Prix de vôlei

Brasil perde diante da Turquia no Grand Prix de vôlei

De um lado da quadra, um time bicampeão olímpico, atual campeão do Grand Prix, dono da melhor campanha na primeira fase da competição e com algumas das melhores jogadoras do mundo no elenco. Do outro, uma seleção que tem como principal resultado na história uma medalha de bronze no Grand Prix de 2012 e que terminou em terceiro lugar na primeira fase da competição neste ano. Apesar de toda essa disparidade, o que se viu em quadra no Japão na primeira rodada da etapa final da competição foi um show da Turquia, que triunfou por 3 sets a 2, parciais de 25/18, 25/23, 21/25, 19/25 e 15/12.Nos dois primeiros sets, um festival de erros das brasileiras.

Thaisa não se encontrava em quadra, Fernanda Garay falhava nos passes e Sheila não conseguia ter o mesmo aproveitamento da primeira fase. Os resultados não foram animadores, 25/18 e 25/23 para as turcas. Foi aí que José Roberto Guimarães tentou mudar a partida. Sacou suas principais jogadoras e colocou as "novatas" Gabi (20 anos), Carol (23) e Tandara (25). O trio entrou com "sangue nos olhos", levantou a moral da equipe e conseguiu a vitória no terceiro set.

Na sequência do jogo, as "reservas" seguiram em quadra a ainda conseguiram levar a partida para o tie brak, garantindo um ponto para a seleção na classificação final. No quinto set, a inexperiência pesou e a Turquia terminou com a vitória, 15 a 13. Tandara, que esteve no grupo campeão olímpico, marcou um total de 18 pontos. Carol, que busca uma vaga entre as centrais e briga com Adenizia para ser a reserva oficial da posição, foi essencial no bloqueio, com quatro pontos.

A jovem Gabi, que surgiu na equipe do Rio de Janeiro no ano passado, colocou no chão quase todos seus ataques. Graças ao trio, a seleção conseguiu um ponto na classificação geral, já que a derrota por 3 a 2 dá dois pontos para a equipe vencedora e um para o time derrotado. Com o revés, a seleção brasileira não depende mais de seus próprios resultados para conseguir o décimo título na história da competição. O regulamento da fase decisiva mostra que as seis seleções jogam entre si em turno único e o troféu vai para a que fizer mais pontos. O time de José Roberto Guimarães volta à quadra contra a China, na madrugada de quinta, às 3h (de Brasília), enquanto as turcas jogam contra as japonesas.

Fonte: Globo Esporte