Seleção feminina de vôlei fica com o consolo do bronze após muito choro

"- Ninguém dormiu essa noite. Nós choramos muito ontem.", disse Sheilla

Quando saíram de quadra após a derrota para os Estados Unidos na semifinal do Mundial, no sábado, as brasileiras lutaram para segurar o choro. Depois que a ficha caiu, já no hotel, as lágrimas foram inevitáveis. A madrugada foi difícil. Ninguém conseguiu dormir direito. Mas uma conversa no fim da noite com todo o grupo “salvou o bronze”. Mais calmas e conscientes da importância de subir ao pódio da competição, as jogadoras voltaram ao Mediolanum Forum neste domingo para vencer as italianas e garantir a medalha.

-  Eu vi esse time com a autoestima muito baixa ontem depois de perder o jogo, no hotel. Conversamos, o grupo todo. Hoje na hora do vídeo também. Era muito importante que elas jogassem o que jogaram e que valorizassem o que nós estávamos disputando. Nós não viemos aqui só para jogar a final. Eu recebi muitas mensagens do Brasil ontem, dizendo exatamente isso: virar a página, pensar na medalha de bronze, que é importante. E foi assim. Acho que elas realmente se mostraram jogadoras de caráter, coroando o trabalho que foi feito – comentou o técnico Zé Roberto, que só conseguiu dormir às 4h da manhã.

A noite foi ruim para todo a delegação. A amarga derrota por 3 sets a 0 para os Estados Unidos na semifinal não saiu da cabeça das jogadoras. Mesmo com poucas horas de sono, porém, as brasileiras conseguiram se recuperar a tempo de buscar um lugar no pódio.

- Ninguém dormiu essa noite. Nós choramos muito ontem. Ficamos lembrando do jogo, que não saia do nossa cabeça. Para hoje conseguir entrar dentro de quadra pensando na Itália e pensando no terceiro lugar, foi difícil. Estou muito feliz, muita emocionada com essa vitória. A Itália não podia deixar ser fácil. Acho que elas valorizaram muito esse terceiro lugar – disse Sheilla.

Capitã da seleção, Fabiana lembrou que, apesar da derrota na semifinal, a seleção brasileira fez uma ótima campanha. Foram 12 vitórias em 13 jogos.

- Não foi nada fácil. Acho que sempre depois de uma derrota é a pior noite que a gente tem. Ontem foi um dia atípico, perdemos. Só que fizemos uma história linda o campeonato inteiro, não poderia esquecer. Nossa equipe não poderia sair daqui hoje fora do pódio. Foi isso que a gente combinou. Não vamos esquecer nossos valores, do nosso potencial, do que a gente é capaz de fazer.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Globo Esporte