Wanderlei admite vantagem de rival, mas diz que "enfiará a mão"

Wanderlei vai pegar Rich Franklin no tatame.

Rich Franklin, escolhido para enfrentar Wanderlei Silva no UFC 147, dia 23 de junho, em Belo Horizonte, não luta desde 5 de fevereiro de 2011 - há quase 1 ano e três meses. Na ocasião, ele foi derrotado por Forrest Griffin, na noite em que Anderson Silva venceu Vitor Belfort. Tanto tempo de inatividade do rival, no entanto, não é visto como uma vantagem para Wanderlei. Em entrevista o Cachorro Louco afirmou que Franklin pode até se beneficiar deste fator.



"Sinceramente, acho que não me ajudou em nada. Não tem essa, o pessoal está sempre treinando. Pode ser até que seja uma vantagem para ele, porque o cara vai estar descansado depois de tanto tempo sem lutar. E vem sem pressão, já que vai fazer um main event (evento principal) aqui no Brasil", afirmou o experiente lutador, seis vezes campeão do Pride.

O combate do próximo dia 23 será o segundo entre os dois lutadores até hoje. No primeiro encontro entre eles, no UFC 99, em 2009, o americano saiu vencedor, em decisão unânime dos árbitros, após um combate bastante equilibrado e que gerou até alguns comentários de que o brasileiro mereceria ser declarado o ganhador. Pela boa luta que fizeram, os dois ganharam o prêmio de "melhor luta da noite", recebendo um bônus por isso.

Na revanche contra o rival em Belo Horizonte, Wanderlei quer voltar a ter boa performance contra Franklin. E quer, de novo, ganhar o mesmo prêmio que conquistou há três anos. "Espero que a gente faça um grande combate, à altura do evento. Quero representar o Brasil tão bem quanto na outra luta, embora eu tenha perdido. E que a gente possa ganhar de novo o prêmio de luta da noite. Seria gratificante", disse Wand.

Inspirado pela vitória de Júnior Cigano no último fim de semana sobre Frank Mir, que manteve o brasileiro com o cinturão dos pesos pesados, Wanderlei Silva não esconde sua estratégia para o duelo contra Rich Franklin. "Eu vou lá para enfiar a mão nele. É isso que eu tenho que fazer".

Rich Franklin, de 37 anos, foi o escolhido pelo UFC para substituir Vitor Belfort na luta principal do evento, depois de o lutador brasileiro lesionar a mão esquerda e precisar de ao menos um mês para se recuperar e iniciar a fisioterapia. A tendência é que Belfort esteja pronto para lutar em setembro e, por isso, declarou ao UOL Esporte nesta semana que torcerá por Wanderlei, para enfrentá-lo em uma provável nova edição do UFC no Brasil, em outubro.

Os dois lutadores têm se envolvido em algumas polêmicas recentes. Como técnicos do reality show TUF (The Ultimate Fighter) Brasil, protagonizaram uma acalorada discussão quando, no sexto episódio, Belfort colocou os amigos Rony Jason, representando o time azul, e Gasparzinho, pela equipe verde, para lutarem. O segundo foi derrotado e lesionou o braço, causando revolta no Cachorro Louco e reabrindo uma antiga discussão sobre lutas entre amigos no MMA.

Mais recentemente, a troca de farpas ocorreu após a lesão de Vitor. Wanderlei usou sua página no Twitter para atacar o rival, dizendo que o lutador "amarelou" para ele ou então foi irresponsável por usar força excessiva de treinamento a menos de um mês para disputar um main event. Belfort retrucou, mais ameno, e disse que aguarda o adversário em outubro.

Além da revanche entre Wand e Rich Franklin, o UFC 147 contará ainda com o duelo entre os pesados Fabrício Werdum e Mike Russow, além dos combates entre os finalistas do TUF Brasil.

Fonte: UOL