Webber brilha no fim do treino e fica com a pole no GP de Mônaco; Massa larga em 4°

Webber brilha no fim do treino e fica com a pole no GP de Mônaco; Massa larga em 4°

Australiano da RBR mantém a boa fase e se mantém à frente de Kubica e Vettel; Massa não aproveita ausência de Alonso e sai apenas em quarto

O treino classificatório em Monte Carlo começou de forma incomum, antes mesmo de o cronômetro ser disparado. Após um forte acidente na sessão livre, que obrigou a troca de chassi em sua Ferrari, Fernando Alonso sequer foi à pista brigar por posições no grid. Sem o companheiro no caminho, Felipe Massa se viu diante da possibilidade de superar os problemas das últimas corridas e dar a volta por cima. Mas não aproveitou.

O brasileiro ficou apenas em quarto lugar e, no fim das contas, a rotina foi mantida: quem cravou a pole position foi o australiano Mark Webber, que colocou a RBR na ponta do grid pela sexta vez em seis corridas neste ano. É a terceira pole de Webber no ano, a segunda seguida. Além disso, é a primeira vez que um australiano sai na ponta do grid de largada em uma prova no principado desde o tricampeão Jack Brabham, pela equipe que levava seu nome, em 1967.

A prova, conhecida pela dificuldade de ultrapassagens, está marcada para as 9h, com transmissão ao vivo da Rede Globo. webber corre em mônaco Ao lado de Webber na primeira fila estará o polonês Robert Kubica, da Renault, seguido por Sebastian Vettel, companheiro de Webber. Rubens Barrichello, da Williams, ficou em nono.

Os estreantes brasileiros ficaram eliminados mais uma vez na primeira parte do treino. Lucas di Grassi, da VRT, larga em 21º, ao ficar meio segundo atrás do companheiro Timo Glock, o 20º. Bruno Senna, com a Hispania, ficou em 22º e superou o colega indiano Karun Chandhok, o 23º. O treino A chuva prometida pela meteorologia não veio, e o treino começou com muito sol nas ruas Monte Carlo.

A tão falada ameaça do tráfego na primeira parte (Q1), causada pelos carros das equipes menores, não se concretizou, e o trecho não teve surpresas. Além de Alonso, que não treinou, apenas a Lotus, a VRT e a Hispania tiveram carros eliminados no início da sessão.

O Q2 não teve surpresas. Barrichello, que vinha tendo dificuldades nas corridas anteriores para passar à superpole, desta vez conseguiu uma vaga com tranquilidade. O brasileiro passou com o oitavo tempo e boa folga para os eliminados. Os 10 pilotos mantiveram o forte equilíbrio do fim de semana, com apenas oito décimos entre o primeiro, Nico Rosberg, para o décimo, Jenson Button.

O único incidente da segunda parte foi o erro de Vitaly Petrov na curva Sainte Devote, a primeira do traçado urbano de Monte Carlo. O russo entrou forte demais, perdeu o carro e bateu de frente na barreira de pneus. Mas os fiscais foram rápidos e removeram o Renault rapidamente, sem a necessidade de uma interrupção do treino.

Ao contrário do que se esperava, a superpole não teve a Ferrari como protagonista. Kubica e Webber disputaram a primeira posição até o último segundo, mas o australiano acabou levando a melhor com sua RBR. Massa tinha o terceiro tempo quase assegurado, só que uma excepcional volta de Vettel com o cronômetro zerado tirou a posição do brasileiro.

Fonte: g1, www.g1.com.br